Vasco desafia matemáticos e inicia busca pelo milagre contra o Palmeiras

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Friedemann Vogel/Getty Images

Pelos cálculos dos especialistas, a conta garantida para escapar do rebaixamento é 45 pontos. Com 44, as chances são grandes, e até 43, também. No Vasco, porém, ninguém tem dado muitos ouvidos para os matemáticos e a aposta é em sua própria meta numérica: 42 pontos.

Para alcançar esta pontuação, a equipe precisa vencer quatro dos cinco últimos jogos restantes, a começar pelo Palmeiras, neste domingo, às 17h, no Allianz Parque.

"Acho que se chegarmos a 42 pontos a gente permanece. Opinião minha. Pode acontecer até de conseguir menos pontos e nos livrarmos. A sequência do campeonato é que vai dizer. Esse número pode até baixar. Se concorrentes começarem a vencer, o número aumenta, mas nossa soma é essa: vencer jogos aqui no Rio e buscar contra os concorrentes diretos não perder", avaliou o auxiliar técnico Zinho.

O otimismo do profissional se baseia no histórico dos pontos corridos desde que ele passou a ser disputado por 20 clubes, em 2006.

Ano passado, por exemplo, o Palmeiras se livrou com 40 pontos. Em 2010, o Atlético-GO se livrou com 42. Em 2011, o Cruzeiro escapou com 43. Em 2006 e 2008, Palmeiras e Náutico, respectivamente, permaneceram na Série A com 44. Goiás, em 2007, Portuguesa, em 2012, e Flamengo, em 2013, se livraram com 45. Já em 2009, com uma arrancada histórica, o Fluminense ficou com 46 pontos.

"Se vencer os cinco jogos, não tem nem o que discutir. Respeito muito os profissionais que exercem essa função (matemáticos), mas o campeonato, nos últimos anos, mostra que nem sempre as contas estão batendo. O próprio Palmeiras escapou ano passado com 40. Tem que ver essas informações, trabalhar em cima disso com os atletas, mas ao mesmo tempo, mostrar números de outros campeonatos e de como equipes que brigavam, também saíram com pontuação bem abaixo do que a matemática falava", disse Zinho.

Para o decisivo compromisso deste domingo, o técnico Jorginho não poderá contar com o volante Bruno Gallo, suspenso, e o atacante Jorge Henrique, lesionado. Na vaga de Gallo, disputam a posição Diguinho e Serginho. No ataque, o favorito é Rafael Silva.

PALMEIRAS X VASCO

Local: Allianz Parque, São Paulo (SP)
Data e hora: 8/11/2015, às 17h
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Auxiliares: Alessandro Rocha de Matos (BA) e Cleriston Clay Barretos (BA)

Palmeiras
Fernando Prass; Lucas (João Pedro), Jackson, Vitor Hugo e Egídio; Thiago Santos, Robinho, Zé Roberto e Rafael Marques; Lucas Barrios e Gabriel Jesus
Técnico: Marcelo Oliveira

Vasco
Martín Silva, Madson, Luan, Rodrigo e Julio Cesar; Diguinho (Serginho), Julio dos Santos, Andrezinho e Nenê; Rafael Silva e Leandrão
Técnico: Jorginho

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos