Topo

Esporte


Cruzeiro e clube chinês discordam sobre forma de pagamento da multa de Mano

Alexandre Schneider/Getty Images
Mano Menezes aceita proposta do futebol chinês e deixa o Cruzeiro depois da 38ª rodada do Brasileirão Imagem: Alexandre Schneider/Getty Images

Enrico Bruno e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

2015-12-02T17:42:12

02/12/2015 17h42

Mano Menezes já aceitou a proposta apresentada pelo Shandong Luneng, da China. Entretanto, criou-se um impasse entre os clubes para a liberação imediata do treinador. A forma de pagamento da multa rescisória do comandante gaúcho – avaliada em R$ 7 milhões – é o que gera discussão entre as partes. A oficialização da transferência ainda não foi feita, mas a discordância entre as partes não é problema para que ocorra a sua saída.

"Recebi uma proposta oficial e, ontem (terça), procurei a diretoria do Cruzeiro para oficializar. É uma proposta de um projeto grande, que num primeiro momento me inclinou em aceitar, mas como envolve muita coisa, precisamos avançar em algumas tratativas minhas com o clube que me efetuou a proposta e outras que envolvem o Cruzeiro. As tratativas estão em andamento. Existe uma possibilidade maior que as coisas evoluam para "sim", mas eu não tenho uma posição final", disse o treinador, em entrevista na Toca da Raposa.

O estafe do técnico gaúcho e a diretoria asiática conversaram e tentam parcelar o montante referente à quebra do compromisso, mesmo que os chineses aceitem desembolsar R$ 2 milhões mensais em forma de salário para o ex-selecionador da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

A cúpula cruzeirense, por sua vez, exige que o pagamento da multa rescisória seja realizado à vista, já que será necessário abrir mão do técnico que estaria à frente da equipe até o dezembro de 2017, quando se encerra o mandato de Gilvan de Pinho Tavares.

“Essas coisas são relativamente sigilosas. Às vezes, vocês têm informações próximas. Respeito o Cruzeiro para não abordar coisas tão abertas. A gente não fala valores. São acordos que se estabelecem que chamamos de negociação. Isso que fazemos nesse momento”.

Ainda não há uma definição sobre a forma de recebimento do valor por parte do Cruzeiro. A expectativa é que tudo seja definido até domingo, quando o time enfrentará o Internacional, pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro, no estádio Beira-Rio. A despedida de Mano Menezes ocorrerá nesta partida.

"Algumas coisas foram acertadas, mas faltam detalhes importantes para finalizar um projeto tão complexo como esse. Mas, de maneira nenhuma, não poderia deixar de comandar o Cruzeiro no último compromisso. Também deixei o Cruzeiro livre se quisesse que isso não acontecesse. Mas o Cruzeiro gostou que eu fosse, eu também gostei", acrescentou.

O treinador recebeu uma proposta do Shandong Luneng, da China, nessa terça-feira, e pediu 24 horas para conversar com seus familiares e definir o futuro. Nesta quarta, a notícia foi confirmada: ele vai mesmo deixar o clube mineiro para substituir Cuca, que assinará sua rescisão com o Shandong nas próximas horas e deve voltar a trabalhar no Brasil.

Até a última segunda, a diretoria do Cruzeiro e o próprio Mano tratavam o assunto como especulação. No entanto, ciente das sondagens, o treinador já não escondia a possibilidade real de se transferir. Dentre os motivos para sua saída, o principal deles é o acerto financeiro com os chineses.

Mais Esporte