Vai à Sibéria ou não? Vasco encara Coritiba por sobrevivência na Série A

Bruno Braz

Do UOL, em Curitiba

  • Paulo Fernandes / Site oficial do Vasco

    Jogadores do Vasco estão unidos em prol da fuga do rebaixamento no Brasileiro

    Jogadores do Vasco estão unidos em prol da fuga do rebaixamento no Brasileiro

Em agosto, quando ainda faltavam quatro meses para o fim da competição, o presidente do Vasco, Eurico Miranda, fez a promessa: se o clube cair, ele se muda para a Sibéria. Caso esteja levando a sério suas palavras, o dirigente só não irá para a gélida região russa se o Cruzmaltino vencer o Coritiba, neste domingo, às 17h, no estádio Couto Pereira (PR), e Avaí e Figueirense não vencerem Corinthians e Fluminense respectivamente.

Numa verdadeira operação de decisão, o cartola fechou todos os treinos durante a semana e realizou um esquema minucioso de viagem da delegação. Ao todo, cerca de 70 pessoas, entre jogadores, dirigentes, funcionários e membros da comissão técnica, viajaram num voo fretado para a capital paranaense neste sábado. Até mesmo o hotel não foi divulgado para dar privacidade ao grupo.

Entre premiações de R$ 40 mil por atleta para cada vitória desde a partida contra a Chapecoense, Eurico tenta o milagre de livrar o clube daquele que seria o terceiro rebaixamento em oito anos.

Para a decisão, o técnico Jorginho não poderá contar o meia Andrezinho, suspenso (mesmo assim ele viajou para Curitiba). Em seu lugar, o favorito é Bruno Gallo, com Julio dos Santos correndo por fora.

"O torcedor entendeu que era a hora de abraçar o time e demos a resposta em campo. Chegamos ao último jogo com chances. Já vi nosso cavalinho (referência ao quadro do ''Fantástico'', da TV Globo) atrás de muita coisa. Isso nos motivava. Vi muita gente falando que não conseguiríamos. Mas o torcedor viu o trabalho sério, o suor. Um deles teve a ideia do 'Eu escolhi acreditar' e nós abraçamos. Estão todos juntos nessa batida. Tenho certeza de que será maravilhoso no domingo", disse o técnico Jorginho.

O Coxa, adversário cruzmaltino, também corre risco de queda, mas está em situação bem mais confortável. Na matemática mais simples, precisa empatar para garantir sua permanência, mas até mesmo uma derrota pode não rebaixá-los. Para isso, basta que Avaí e Figueirense não vençam suas partidas.

O técnico Pachequinho, um dos responsáveis pela reação da equipe, não poderá contar com o volante João Paulo, suspenso. O favorito para a vaga é o volante João Paulo.

"Temos que ser inteligentes, saber jogar, todo mundo se ajudar. Sabemos que a equipe do Vasco tem jogadores experientes, de qualidade. Querendo ou não, com essa reação deles, eles estão com a confiança em alta", alertou o goleiro Wilson.

O Vasco retornará ao Rio de Janeiro ainda neste domingo, logo após o jogo, em voo fretado.

CORITIBA X VASCO
Local: Couto Pereira, em Curitiba
Data e hora: 6/12/2015, às 17h
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Auxiliares: Alessandro Rocha de Matos (BA) e Guilherme Dias Camilo (MG)

Coritiba
Wilson; Leandro Silva, Juninho, Walisson Maia, Carlinhos; Cáceres (Ícaro), Alan Santos, Juan e Negueba; Kleber Gladiador e Henrique Almeida
Técnico: Pachequinho

Vasco
Martín Silva, Madson, Luan, Rodrigo e Julio Cesar; Diguinho, Serginho, Bruno Gallo (Julio dos Santos) e Nenê; Jorge Henrique e Riascos
Técnico: Jorginho
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos