Como o Cruzeiro definiu a contratação de técnico português em três dias

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Cruzeiro/Divulgação

    Depois do não de Ricardo Gomes, diretoria fechou com Paulo Bento no início da semana

    Depois do não de Ricardo Gomes, diretoria fechou com Paulo Bento no início da semana

O Cruzeiro deixou tudo pronto para anunciar Ricardo Gomes até a segunda-feira passada (9). O treinador, contudo, recusou a proposta de última hora e obrigou o clube a se movimentar para buscar um técnico estrangeiro, o que não estava dentro dos planos a princípio. Sem muitas opções no mercado sul-americano, o vice-presidente de futebol Bruno Vicintin e o diretor Thiago Scuro optaram por viajar à Europa, onde acertaram com Paulo Bento.

O português foi oferecido, antes mesmo das tentativas em Jorginho, Marcelo Oliveira, Reinaldo Rueda e Ricardo Gomes. Deco – ex-jogador e agora agente ligado a Jorge Mendes – foi o responsável por fazer o primeiro contato com os dirigentes. A cúpula, contudo, não o viu como a melhor opção.

Segunda-feira – 9/5/2016

Diante das negativas iniciais, a ideia de viajar para o Velho Continente surgiu após conversas com o presidente Gilvan de Pinho Tavares, na segunda-feira. Um bate-papo ainda no Rio de Janeiro, onde esteve para tentar acertar com o técnico do Botafogo, fez com que a dupla incumbida de conduzir o futebol na Toca da Raposa II decidisse por Paulo Bento.

Terça-feira – 10/5/2016

Depois da conversa, Vicintin e Scuro seguiram para a Península Ibérica. Em Lisboa, tiveram apenas que tratar de detalhes com o ex-comandante da seleção portuguesa, uma vez que já que haviam sinalizado a intenção de contratá-lo ainda em solo brasileiro. Surpresos com o conhecimento do técnico sobre o elenco comandado por Geraldo Delamore, não tiveram dúvidas e alinhavaram a sua contratação.

Quarta-feira – 11/5/2016

O anúncio ocorreu somente na quarta-feira, após nova reunião com o lusitano para definir detalhes do vínculo. O contrato de Paulo Bento com o Cruzeiro terá duração até dezembro de 2017, quando se encerra o mandato de Gilvan de Pinho Tavares. No período em que ficará na capital mineira, ele terá vencimentos de R$ 400 mil mensais. Os valores incluem a comissão técnica – que ainda contará com dois auxiliares, um preparador físico e um scout.

Ricardo Peres, que era preparador de goleiros do técnico na seleção portuguesa, deve chegar a Belo Horizonte para assumir o cargo de assistente. O auxiliar técnico Sérgio Costa, o observador José Carneiro e o preparador físico João Aroso devem acompanhá-lo na nova fase da carreira. Geraldo Delamore, o interino, permanecerá na função de assistente.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA X CRUZEIRO

Local: Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data-hora: 14/5/2016 – às 21h
Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (GO/Fifa) e Rafael da Silva Alves (RS)

CORITIBA: Wilson; Dodô, Rafael Marques, Juninho e Carlinhos; Alan Santos, João Paulo, Ruy e Gonzalez; Negueba e Kleber Gladiador. Técnico: Gilson Kleina.

CRUZEIRO: Fábio; Lucas, Leo, Bruno Rodrigo e Sánchez Miño; Lucas Romero e Henrique; Elber, Pisano e Allano; Willian. Técnico (interino): Geraldo Delamore.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos