Cruzeiro tem dois expulsos, joga mal e estreia com derrota para o Coritiba

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

Jogo muito ruim e feio no Couto Pereira, encerrando as partidas deste sábado de Brasileirão. Coritiba e Cruzeiro protagonizaram uma partida com poucas emoções, baixa eficiência e principalmente dois lances lamentáveis que renderam duas expulsões ao time visitante. No final, vitória do time mandante por 1 a 0, com gol marcado por Kleber.

Com o resultado, o Coritiba ganha um pouco de alívio após perder as duas partidas para o rival Atlético-PR na final do estadual. Já o Cruzeiro, aguarda o técnico Paulo Bento para começar os trabalhos e focar de vez no Brasileirão.

Já classificado para a terceira fase da Copa do Brasil, o Cruzeiro vai folgar no meio de semana, diferente do Coritiba, que recebe o Juventude na quinta-feira pelo torneio de mata-mata. Conforme já dito, a expectativa na Toca fica para a chegada do técnico Paulo Bento neste domingo. O português será apresentado na segunda e terá uma semana inteira de trabalho antes do primeiro desafio, contra o Figueirense, no próximo sábado.

Quem foi bem: Gladiador deixa sua marca

Em uma partida bem fraca tecnicamente, destacou-se quem melhor contribuiu para o resultado do jogo. Com boa atuação no primeiro tempo, o atacante Kleber mostrou que continua em boa fase e marcou o gol da vitória, na metade do segundo tempo.

Quem decepcionou: 'UFC', carrinho e descontrole emocional rendem expulsões de Lucas e Romero

Lucas conseguiu levar o cartão vermelho apenas um minuto depois de receber o amarelo. Na primeira falta, o lateral levantou o pé na orelha do atacante Vinicius. Segundos depois, foi expulso por causa de um carrinho. Mais tarde, Romero pisou literalmente nas costas de Gonzalez e deixou o time mineiro com nove em campo.

Lei do ex funcionou com Kleber

Seja pelo temperamento ou pelos gols, Kleber Gladiador sempre costuma chamar atenção. Ídolo do Cruzeiro entre 2009 e 2010, o atacante terminou o último Paranaense artilheiro com 13 gols. E no Brasileirão, o pontapé inicial também não foi diferente. Depois de quase anotar uma assistência, o gladiador foi o responsável por balançar as redes de Fábio no Alto da Glória.

O jogo do Coritiba: demorou, mas acertou o pé e ganhou alívio

A tradicional intensidade do anfitrião só durou os primeiros minutos da etapa inicial. O Coxa adotou uma marcação segura contra o Cruzeiro e até criou mais oportunidades, mas ficou devendo na hora de finalizar. No segundo tempo, se beneficiou da expulsão de Lucas e marcou seu gol pelo mesmo setor que ganhou a superioridade numérica. As coisas melhoraram ainda mais após o segundo vermelho. A partir daí, foi só controlar a partida e administrar o triunfo.

O desempenho do Cruzeiro: passes errados, pouca criação e descontrole emocional

Muita posse de bola, poucos passes precisos e falta de organização na hora de atacar. O Cruzeiro voltou a repetir os erros do início do ano. Pior que isso. Além de ter que depender novamente de Fábio para evitar uma derrota ainda maior, viu dois de seus jogadores se descontrolarem em campo. Primeiro com Lucas, depois com Romero, ambos expulsos em lances indiscutíveis.

Delamore se "despede" com setor criativo funcionando mal

Em sua última partida como técnico interino, Geraldo Delamore percebeu as poucas e ruins participações de Allano e Pisano. Não demorou a mexer no time e colocou a equipe para frente em busca da vitória. Mas na prática o time continuou sem produzir e ainda foi muito prejudicada com o desequilíbrio emocional de Lucas e Romero.

Vestimenta nova nas duas equipes

Coritiba e Cruzeiro estrearam os novos uniformes para o Brasileirão 2016. A principal mudança nas duas equipes foi a troca de fornecedores. O Coxa deixou a Nike e passou a utilizar a Adidas, enquanto a Raposa abandonou a Penalty e agora tem a marca da Umbro estampada na sua camisa.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 1X0 CRUZEIRO

Motivo: 1ª rodada, Brasileirão 2016
Data-Hora: 14/5/2016 – às 21h
Local: Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (GO/Fifa) e Rafael da Silva Alves (RS)

GOLS: Kleber, 25'2ºT (1-0)
Cartões amarelos: Kleber (Coritiba); Henrique, Lucas, Léo (Cruzeiro)
Cartões vermelhos: Lucas e Lucas Romero (Cruzeiro).
Público: 6.028 pagantes (6.426 presentes)
Renda: R$143.630,00.

CORITIBA: Wilson; Dodô, Rafael Marques, Juninho e Carlinhos; Alan Santos, João Paulo, Ruy (Leandro - 16'2ºT) e Gonzalez (Thiago Lopes - 32'2ºT); Vinicius e Kleber Gladiador. Técnico: Gilson Kleina

CRUZEIRO: Fábio; Lucas, Leo, Bruno Rodrigo e Sánchez Miño; Lucas Romero e Henrique; Elber (Bruno Edgar - 32'2ºT), Pisano (Ariel Cabral - 12'2ºT) e Allano (Douglas Coutinho - Intervalo); Willian. Técnico (interino): Geraldo Delamore.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos