Com C. Xavier 'de volta', Palmeiras faz 4 a 0 e bate Atlético-PR na estreia

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

O Palmeiras não teve trabalho em sua estreia no Brasileiro. Em jogo realizado neste sábado, no Allianz Parque, o time comandado por Cuca contou com tarde inspirada de Cleiton Xavier, que foi decisivo em três gols da goleada de 4 a 0 sobre o Atlético-PR e saiu de campo (substituído) bastante aplaudido pelos torcedores. Roger Guedes, Gabriel Jesus (2) e Thiago Martins foram os autores dos gols alviverdes.

Com 3 a 0 no placar já aos 7 minutos do segundo tempo, o Palmeiras ainda teve sua vida facilitada pela polêmica expulsão do lateral Léo. Com um jogador a mais durante quase toda etapa final, a partida, que já estava fácil, ficou mais ainda. E já aos 41min veio o gol da goleada.

O Palmeiras agora volta a campo no próximo sábado, às 16h, para encarar a Ponte Preta na cidade de Campinas. Já o Atlético-PR faz a sua estreia na Arena da Baixada diante do Atlético-MG, domingo, às 11h.

Ernesto Rodrigues/Folhapress

Quem desequilibrou: Cleiton Xavier participa de 3 gols

Desde que foi contratado, no início de 2015, Cleiton Xavier sofreu demais com lesões e praticamente não pôde ajudar o Palmeiras. Mas se o meia conseguir manter o que fez na tarde deste sábado, certamente estará entre um dos destaques do time ao final do campeonato. Ele iniciou a jogada do primeiro gol em um lançamento perfeito do meio-campo, cruzou na medida para Gabriel Jesus marcar o segundo e bateu o escanteio que Thiago Martins concluiu de cabeça para as redes. Ou seja, participou de três dos quatro gols palmeirenses.

Quem decepcionou: Thiago Heleno 'mostra as travas'

Velho conhecido da torcida palmeirense, o zagueiro Thiago Heleno não estava para brincadeira nesta tarde. Em um lance na metade do primeiro tempo, 'mostrou as travas' para Roger Guedes e colocou a sola da chuteira quase na cara do palmeirense. Logo depois, deu uma forte entrada em Barrios. E ele nem sequer compensou com futebol. Mal assim como toda defesa rubro-negro, cometeu falhas e 'ajudou' o Palmeiras na goleada.

Tchê Tchê mal chegou, mas já mostrou que pode ser útil

Destaque do Audax no Campeonato Paulista, Tchê Tchê se juntou ao elenco do Palmeiras no meio desta semana. Mas nem parece. O lateral-direito, que revezou na posição com Jean e por diversas vezes apareceu do outro lado do campo, algo que acontecia no próprio Audax, mostrou entrosamento com os companheiros e foi um dos destaques do time de Cuca.

Ernesto Rodrigues/Folhapress

O jogo do Palmeiras: o gol vem das pontas

Toque de bola, paciência e jogo aberto do meio para as laterais. Foi desta forma que o Palmeiras construiu suas principais chances de gol e garantiu a vitória nesta primeira rodada. No primeiro gol, após belo lançamento de Cleiton Xavier, Gabriel Jesus cruzou rasteiro da esquerda e Roger Guedes chegou dividindo com Thiago Heleno para mandar para as redes. No segundo, Barrios abriu para Cleiton Xavier, que deu passe na medida para Gabriel Jesus concluir para o gol. Já o terceiro e o quarto foram diferentes: escanteio finalizado por Thiago Martins e depois lançamento pelo meio, concluído por Gabriel Jesus.

O desempenho do Atlético-PR: falhas pontuais na defesa

Além de não criar, o Atlético-PR pecou demais na defesa. No primeiro gol, deixou Gabriel Jesus em perfeitas condições para cruzar, e na sequência, Thiago Heleno chegou atrasado para evitar a conclusão de Roger Guedes. Depois, mais uma vacilo no começo do segundo tempo ao deixar o Palmeiras avançar até o gol sem qualquer 'bote'. Já no terceiro, uma clássica falha defensiva em cobrança de escanteio. E no quarto, mais um cochilo.

Juiz 'perdidinho' volta atrás e causa polêmica

Os jogadores do Atlético-PR deixaram o campo no primeiro tempo revoltados com uma mudança de decisão do árbitro Bruno Arleu de Araújo. Barrios e Paulo André se envolveram em uma disputa perto da área e, inicialmente, o juiz marcou falta a favor do Atlético-PR e deu cartão amarelo Barrios, que seria expulso. No entanto, aparentemente influenciado pelo assistente, ele voltou atrás, marcou falta a favor do Palmeiras e deu cartão para o zagueiro. "Ele está perdidinho. Ia expulsar o Barrios mas se complicou todo tentando se redimir. Ele falou que errou, mas prejudica o trabalho", disparou o meia Nikão na saída para o intervalo.

Divino trocado por Sorriso

Ademir da Guia foi confirmado pela WTorre nesta sexta-feira como locutor da partida. Uma falha de comunicação entre a empresa e o Palmeiras, porém, impediu que o ex-jogador desempenhasse a função. O Palmeiras já havia contratado Edson Sorriso, locutor do Pacaembu.

Roupa nova rubro-negra

O Atlético-PR fez neste sábado a estreia de sua nova camisa 1. Os uniformes para a sequência da temporada 2016 foram lançados na última segunda-feira, um dia após a conquista do título estadual.

PALMEIRAS 4 x 0 ATLÉTICO-PR

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data: 14/05/2016 (sábado)
Árbitro: Bruno Arleu de Araujo (RJ)
Assistentes: Luiz Claudio Regazone e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (ambos do RJ)
Público presente: 33.629
Renda: R$ 2.078.159,34
Cartões amarelos: Lucas Barrios (Palmeiras); Paulo André, Walter, Léo, Nikão (Atlético-PR)
Cartão vermelho: Léo (Atlético-PR)
Gols: Roger Guedes, aos 19min do primeiro tempo; Gabriel Jesus, a 1min, Thiago Martins, aos 7min, Gabriel Jesus, aos 41min do segundo tempo

PALMEIRAS
Fernando Prass; Tchê Tchê, Thiago Martins, Vitor Hugo e Egídio; Matheus Sales, Jean, Róger Guedes (Rafael Marques), Cleiton Xavier (Moisés) e Gabriel Jesus; Barrios (Alecsandro)
Técnico: Cuca

ATLÉTICO-PR
Weverton; Léo, Thiago Heleno, Paulo André e Sidcley; Jadson (Hernani), Otávio, Vinícius (Pablo) e Nikão; Ewandro e Walter
Técnico: Paulo Autuori

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos