Chamado às pressas, goleiro pegou carona e chegou ao jogo com bola rolando

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

Caíque teve um dia totalmente atípico (e inesperado) neste domingo. Com Cássio fora por conta da morte da avó e a lesão de Matheus Vidotto durante o aquecimento, o goleiro, até então quarta opção, foi convocado às pressas para ser o reserva de Walter no jogo contra o Grêmio, na Arena Corinthians, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro.

Tudo começou com uma ligação do auxiliar do preparador de goleiros do Corinthians. Caíque ainda estava em casa para viver um domingo 'normal'. Pegou suas coisas e seguiu correndo para a Arena Corinthians, levado de carro pela namorada, que inclusive teve trabalho para ser liberada pelos funcionários para passar do estacionamento para o estádio.

"Recebi ligação do André. Cheguei em uns 25 minutos [ao estádio], o pessoal já estava no campo. Cheguei, me troquei e subi rapidinho. No intervalo o Mauri [preparador de goleiros] me aqueceu um pouco", contou Caíque, que chegou no banco sem preleção e aquecimento.

"Geralmente vão três goleiros para o jogo... Acabaram indo só os dois pela infelicidade do Cássio. Estava de folga, mas estava esperto", brincou o goleiro que, por 'sorte', não havia abusado na hora do almoço. "Felizmente comi arroz, feijão e filé de frango hoje", finalizou.

Com Walter jogando os 90 minutos, Caíque assistiu do banco de reservas o empate por 0 a 0 entre Corinthians e Grêmio. O time alvinegro volta a campo no próximo domingo, quando visita o Vitória em Salvador, às 16h (de Brasília).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos