Invencibilidades de Dorival servem de motivação para Santos "curar ressaca"

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Divulgação/SantosFC

    Em nove jogos este ano com semana livre, Santos venceu cinco e empatou quatro

    Em nove jogos este ano com semana livre, Santos venceu cinco e empatou quatro

A torcida do Santos tem tudo para ficar otimista em relação ao próximo duelo do time na temporada – diante do Coritiba, domingo, às 11h (de Brasília), na Vila Belmiro. Além da invencibilidade em seu alçapão (não perde desde o dia 5 de julho de 2015, ainda com Marcelo Fernandes no comando), o time de Dorival Júnior não foi derrotado em 2016 quando teve a semana livre antes de uma nova partida.

Neste ano, quando folgou no meio de semana e trabalhou seis dias para o próximo duelo, o Santos disputou nove jogos – venceu cinco e empatou quatro, 70,3% de aproveitamento.

Sendo assim, a equipe santista tem tudo para não entrar em "ressaca" do título paulista. Isso porque um tropeço contra os paranaenses seria o segundo após a conquista, já que o Santos perdeu para os reservas do Atlético-MG na estreia do Campeonato Brasileiro.

No ano passado, por exemplo, a "ressaca" foi grande após o título paulista. O Santos só venceu uma partida (contra o Cruzeiro, na segunda rodada, na Vila Belmiro) nas sete primeiras rodadas do Brasileirão.

"Passamos uma borracha, tivemos mais oportunidades no segundo tempo (derrota para o Galo). Se jogássemos assim no primeiro tempo, seria outro jogo. Agora é trabalhar para ganhar do Coritiba dentro de casa. Primeiro jogo ainda. Tem 37", afirmou o lateral Zeca.

Dorival faz valer as reclamações do calendário brasileiro. Além da invencibilidade de nove jogos com semana livre para trabalhar, o treinador também carrega um bom retrospecto do ano passado. Foram quatro jogos e apenas uma derrota – para o Palmeiras, no Allianz Parque.

Para o duelo contra o Coritiba, o Santos deve contar com importantes reforços, já que Ricardo Oliveira e Lucas Lima terão mais uma semana livre para se recuperarem de lesões. O primeiro sofre com dores no joelho direito, enquanto o 'maestro santista' se recupera de entorse no tornozelo direito.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos