Treino horas após jogo, período integral e mistério. Cruzeiro altera rotina

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Pedro Vilela/Light Press/Cruzeiro

    Comissão técnica de Paulo Bento comanda atividade na Toca da Raposa II

    Comissão técnica de Paulo Bento comanda atividade na Toca da Raposa II

O ritmo já é outro na Toca da Raposa II. Paulo Bento foi apresentado nessa segunda-feira (16) e, em menos de um dia, já havia alterado toda a rotina dos jogadores. Folga? Nem pensar! O treinador aposta em atividades em período integral e comandará um exercício em pleno domingo, menos de 12 horas depois do jogo contra o Figueirense, pela segunda rodada do Brasileirão.

O planejamento da comissão técnica lusitana, no mínimo, espanta o elenco. A quarta-feira já foi de trabalho em período integral. Depois de se apresentarem pela manhã, os atletas almoçaram no centro de treinamentos, se concentraram no hotel e voltaram ao gramado na parte da tarde. Com o antecessor do português, Deivid, o fato raramente aconteceu. Mas já era comum com Marcelo Oliveira e Mano Menezes, por exemplo.

Neste fim de semana, o Cruzeiro receberá o Figueirense, às 21h de sábado, no Mineirão. A reapresentação não ocorrerá somente na segunda-feira seguinte, como de costume. A comissão técnica de Paulo Bento já marcou uma atividade para as 10h30 de domingo.

O excesso de atividades não é a única novidade no dia a dia do clube. A presença dos jornalistas também foi afetada. O treinador adota um sistema europeu e não permite que os membros da imprensa assistam aos exercícios na íntegra, conforme acontecia com os brasileiros que comandaram a equipe mineira.

Ainda há a mudança na forma de trabalhar. A palavra intensidade se torna cada vez mais frequente no vocabulário dos atletas.

"Vimos os primeiros treinos dele. Treinamos com muita intensidade, muito volume de bola. Tem que ter qualidade o treino. Acho que isso vai melhorar muito o grupo. Tivemos poucos treinos, mas ele já demonstrou que quer uma equipe técnica e dinâmica tanto ofensiva quanto defensivamente", declarou Arrascaeta.

Mas já dá para comparar a maneira de treinar de Paulo Bento com as de seus antecessores (Mano Menezes e Deivid)? Bruno Ramires, provável substituto de Lucas Romero no meio de campo, crê que não.

"É diferente. Ele cobra muita intensidade no treinamento. Rodar a bola rápido, infiltração dos jogadores que jogam por dentro. Pesa muito também a condição tática da equipe", comentou o meio-campista.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos