Atlético-MG acerta com Marcelo Oliveira para o lugar de Diego Aguirre

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Cesar Greco/Ag Palmeiras

    Marcelo Oliveira acertou retorno ao comando técnico do Atlético-MG

    Marcelo Oliveira acertou retorno ao comando técnico do Atlético-MG

Pouco mais de 24 horas depois de ficar sem técnico, o Atlético-MG acertou com Marcelo Oliveira. O treinador mineiro começou a carreira no próprio clube como jogador e depois como treinador, e foi o escolhido para substituir Diego Aguirre, demitido na quinta-feira (19) após a eliminação na Copa Libertadores. O contrato com o novo treinador será até o fim de 2017.

Marcelo Oliveira já viajou com a delegação do Atlético-MG para Curitiba, onde a equipe enfrenta o Atlético-PR, no domingo, às 11h, e comandará o treino da equipe na capital paranaense. 

Marcelo Oliveira, que estava sem emprego desde que foi demitido do Palmeiras em 9 março, retorna ao Atlético sete anos e meio após deixar a Cidade do Galo. Depois de fazer um grande trabalho na temporada 2008, quando o clube ficou meses sem presidente e convivia com atrasos de salário. Apesar de todas as dificuldades, que passavam também por um elenco pouco qualificado, Marcelo deu ao Atlético uma campanha segura no ano do centenário do clube.

Apesar de todos os temores, o time alvinegro passou bem longe da zona do rebaixamento. Ao final de 38 rodadas, o clube mineiro somou 48 pontos e terminou na 12ª colocação. Apesar de terminar somente quatro pontos na frente do 17º colocado, a reta final da competição foi sem sustos para os atleticanos.

Entre as seis vezes em que foi interino ou técnico tampão no Atlético, Marcelo Oliveira comandou a equipe principal em 53 oportunidades, com 18 vitórias, 17 empates e 18 derrotas. Já como jogador, foram quase duas décadas de clube. Somente equipe profissional foram 285 jogos e 104 gols marcados.

O vínculo do treinador vai ser até o final de 2017, assim como mandato do atual presidente. Um dos pedidos de Marcelo e prontamente aceito foi a presença de três profissionais de sua confiança na comissão técnica.

Dois dos nomes já acompanham o técnico há bastante tempo. Casos do auxiliar, Tico do Santos, e do preparador físico, Juvenilson de Souza, que já trabalharam com Marcelo em outros lugares, como no Cruzeiro, por exemplo, quando formaram a comissão técnica do time bicampeão brasileiro, em 2013 e 2014.

A grande novidade na comissão técnica é a presença do ex-atacante Eduardo. Revelado pelo Atlético, o jogador conheceu Marcelo Oliveira ainda nas categorias de base do clube. A relação que ficou mais estreita fora do clube, já que Eduardo casou-se com uma filha de Marcelo.

O último trabalho de Marcelo Oliveira antes de fechar com o Atlético foi no Palmeiras. Apesar da conquista da Copa do Brasil do ano passado, o treinador foi muito questionado pelo pouco futebol apresentado pelo time, que terminou o Brasileirão de 2015 fora do G4 e caiu na fase de grupos da Libertadores de 2014. Na frente da equipe paulista foram 53 partidas, com 24 vitórias, 11 empates e 18 derrotas.

Mas foi no Cruzeiro, grande rival do Atlético, que Marcelo Oliveira se consolidou entre os principais treinadores do futebol nacional. Foram dois títulos do Brasileirão em sequência, em 2013 e 2014. E é por isso, para fazer o Atlético voltar a conquistar a competição que o treinador volta à Cidade do Galo, sete anos e meio depois de sair para ganhar experiência.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos