Levir critica simulação de Grafite e pede jogadores mais educados no Brasil

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

O técnico Levir Culpi estava revoltado neste sábado com o desfecho do empate por 2 a 2 entre Fluminense e Santa Cruz. Isso porque, segundo ele, Grafite simulou uma falta dentro da área que resultou no pênalti convertido pelo o atacante. O treinador do Tricolor criticou duramente a atitude do rival e foi além: pediu jogadores mais educados no Brasil.

"É claro que ele [Grafite] simulou o pênalti. É da educação. Já nascemos querendo enganar o arbitro. É cultura nossa. A simulação custou caro para nós hoje", disse Levir Culpi.

O treinador foi além. Para ele, os jogadores brasileiros precisam passar por um processo educativo para serem mais honestos com o esporte. Levir, inclusive, diz que exige essa postura no Fluminense desde que chegou ao clube.

"Eu não converso, eu estou exigindo. É um processo. Não é de uma hora para a outra. Passa pelos técnicos. Em uma das reuniões que tivemos, queríamos apenas o fairplay. Devolver no mesmo lugar que ela saísse. Hoje os jogadores devolvem na linha de fundo e fazem marcação sob pressão. É difícil de controlar. É a cultura da malandragem", completou o treinador.

Com o resultado, Fluminense e Santa Cruz ficam empatados com 4 pontos, ao lado da Ponte Preta, na liderança do Brasileiro. Os cariocas voltam a campo nesta quarta-feira, quando visitarão o Palmeiras, em São Paulo. Os pernambucanos, por sua vez, receberão o Cruzeiro, também na quarta, no Arruda, em Pernambuco.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos