Auxiliar do Palmeiras é flagrado com suposto ponto eletrônico; veja súmula

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

O auxiliar técnico do Palmeiras, Alberto Valentim, foi flagrado com um suposto ponto eletrônico no banco de reservas da equipe, durante o primeiro tempo da partida contra o Fluminense. As imagens foram feitas pelo canal Premiere. Na súmula, a equipe de arbitragem afirmou que não observou o uso da tecnologia no banco.

Nesta quarta-feira, Cuca não pôde ficar no banco de reservas pois foi expulso na derrota para a Ponte Preta, no último sábado. Com isso, o time alviverde foi comandado por Cuquinha e Alberto Valentim.

Cuquinha, porém, quem ficou à beira do campo, vestindo um gorro, que não deixava às orelhas à mostra. O fato levantou suspeitas e Alberto acabou flagrado com um fone. 

Cesar Greco/Ag Palmeiras
Alberto comandou o time na etapa final

Depois, ele foi passado ao médico do Palmeiras, Otávio Vilhena. No segundo tempo, Cuquinha voltou som o gorro, mas com as orelhas à mostra. Alberto, por sua vez, comandou o time alviverde no espaço destinado aos técnicos.

O quarto árbitro da partida relatou um episódio envolvendo um rádio comunicador, que foi usado por um gerente de marketing do clube atrás do banco de reservas. O profissional alegou que estava monitorando torcedores no setor, a fim de evitar que eles atirassem objeto no campo.

"A equipe de arbitragem não pôde observar se membros da comissão técnica utilizaram ou não comunicação externa", concluir a equipe de arbitragem em texto da súmula.

O Palmeiras se envolveu em polêmica parecida pela segunda vez em 2016. Na vitória por 3 a 0 sobre o Rio Claro, no fim de março, o preparador físico Omar Feitosa foi flagrado em comunicação com alguém. Na ocasião, ele foi expulso pelo árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza.

Veja o relato na súmula do jogo desta quarta

Eu, Emerson de Almeida Ferreira, quarto árbitro da partida, informo que aos 5' minutos de partida o sr. Eduardo Vicente da Silva, identificado como gerente de marketing da equipe do Palmeiras, que se encontrava atrás do banco de reservas de sua equipe, foi retirado das dependências do campo de jogo por estar portando um rádio comunicador. Informo ainda que quando abordado, o mesmo se identificou e relatou estar monitorando torcedores que se encontravam no vidro, para que os mesmos não atirassem objetos para dentro do campo de jogo. A equipe de arbitragem não pôde observar se membros da comissão técnica utilizaram ou não comunicação externa.
 
Cesar Greco/Ag Palmeiras

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos