"Se sou o treinador da seleção, levo o Grafite", diz técnico do Santa Cruz

Do UOL, em São Paulo

Apenas o Palmeiras, com sete gols, balançou as redes mais vezes que Grafite neste Campeonato Brasileiro. O ex-atacante da seleção brasileira é responsável por seis dos dez gols marcados pelo Santa Cruz na competição, os últimos dois na goleada de 4 a 1 sobre o Cruzeiro na última quarta-feira, no Arruda. E já tem gente achando que Grafite tem que voltar a vestir a 'amarelinha'.

Na entrevista coletiva pós-jogo, o técnico Milton Mendes exaltou o atacante e mandou um recado a Dunga, atual treinador da seleção brasileira.

"Com todo respeito ao Dunga, mas se eu sou treinador da seleção brasileira, levo o Grafite. É um jogador diferente", disse o treinador. "O Grafite está vivendo uma fase impressionante, a confiança muito alta. E, como disse, ele é um jogador diferente", acrescentou.

Contratado em junho de 2015 pelo Santa Cruz, Grafite vem sendo decisivo desde que chegou ao clube: no retorno à elite, no título estadual, na conquista da Copa do Nordeste e, agora, no início do Brasileirão – o time coral é o líder da tabela, com sete pontos em três jogos.

Mas apesar da evidente importância de Grafite no Santa Cruz, o técnico Milton Mendes não deixou de exaltar o restante do grupo coral.

"Nós temos o Grafite, mas também temos o Tiago Cardoso, o Danny Morais, o Léo Moura. Isso para falar nos mais experientes, sem contar os mais jovens. É um esforço de grupo. O nosso coletivo é muito forte", completou.

O Santa Cruz volta a campo no próximo sábado, quando visita a Chapecoense na Arena Condá, às 21h, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos