'Novo matador' do Santos se apresenta a Dorival e quer estrear em clássico

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Divulgação/Campinense

    Rodrigão já se apresentou ao técnico Dorival Júnior, na última sexta-feira, no CT Rei Pelé

    Rodrigão já se apresentou ao técnico Dorival Júnior, na última sexta-feira, no CT Rei Pelé

O atacante Rodrigão, do Campinense, se apresentou ao técnico Dorival Júnior no final da tarde desta sexta-feira, no CT Rei Pelé. O UOL Esporte apurou que o 'novo matador' santista – ele é o artilheiro do Brasil no ano, com 18 gols – teve uma longa conversa em particular com o treinador.

Pelo acordo realizado entre Santos e Campinense, Rodrigão passa a ter vínculo com o alvinegro praiano no próximo dia 1º, quarta-feira, mesmo dia em que a equipe santista enfrenta o arquirrival Corinthians, na Arena Corinthians.

Na conversa com Dorival, o novo reforço do Santos se colocou à disposição para o clássico e perguntou sobre as chances burocráticas para a sua estreia. A diretoria santista tentará agilizar a inscrição do jogador na CBF (Confederação Brasileira de Futebol). Fisicamente, o atacante está pronto para vestir a camisa do alvinegro praiano.

Nesta semana, a diretoria santista recusou um ofício de liberação enviado pelo Campinense. O documento pedia ao Santos que adiasse a apresentação de Rodrigão para que ele defendesse o clube paraibano nas finais do Estadual.

A proposta foi recusada pelo Santos e, desta forma, o Campinense terá que disputar as finais diante do Belo-PB, que ocorre nos próximos domingos, dias 29 e 5.

Além de Rodrigão, o Santos já fechou a contratação de mais três jogadores para as disputas do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil – Copete, Elmiliano Vecchio, Fabián Noguera. Os zagueiros Renan Montanha e Léo Coelho também foram contratados, mas foram repassados ao time B.

O volante Yuri, do Audax, segue em negociações, mas ainda não assinou contrato. Além dele, a diretoria tenta fechar a contratação do meia Alejandro Guerra, 30 anos, do Atlético Nacional, da Colômbia. No entanto, diferente de Jonathan Copete, o presidente do clube colombiano, Juan Carlos de la Cuesta, já avisou que não aceita negociar o seu 'maestro' antes do término da Copa Libertadores da América.

Desta forma, a contratação de Guerra depende da eliminação do Atlético Nacional na semifinal contra o São Paulo. Brasileiros e colombianos se enfrentam nos dias 6 e 13 de julho.

O Nacional de Medellín disputa a semifinal com o São Paulo em dois jogos, mas o problema é que, caso os colombianos eliminem o clube do Morumbi, o segundo jogo da final da competição continental seria somente no dia 27 de julho, oito dias depois do fechamento da janela de transferências internacional.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos