Atlético-MG cede empate ao Vitória e segue sem vencer com Marcelo Oliveira

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

Não foi neste domingo (29) que o Atlético-MG conseguiu o primeiro triunfo sob a batuta de Marcelo Oliveira. E foi por pouco. A equipe vencia o duelo até os 33 minutos da etapa complementar, mas cedeu o empate e deixou a Arena Fonte Nova, em Salvador, com apenas um ponto. A igualdade por 1 a 1 contou com gols de Patric e Kieza.

Com o resultado, os mineiros chegam a cinco pontos e ocupam a 11ª colocação do Campeonato Brasileiro. Os baianos contabilizam a mesma quantidade, mas permanecem uma posição acima por conta dos critérios de desempate.

Patric, o lateral multiuso
Se um desavisado assistir a uma partida do Atlético-MG, jamais saberá que Patric é lateral direito de ofício. O dono da camisa 29 já atuou pelo lado esquerdo da defesa, como volante, como apoiador e até ponta. Neste domingo (29), o jogador foi improvisado novamente no meio-campo. A sua função não era nada simples: organizar o jogo. As ausências de Juan Cazares (na seleção equatoriana) Dátolo e Carlos Eduardo (lesionados) fez com que o técnico Marcelo Oliveira optasse por colocar o atleta no setor de criação. E ele se deu bem, marcando inclusive o primeiro gol do compromisso.

Kieza, o artilheiro
O centroavante do Vitória só não é o líder da artilharia do Campeonato Brasileiro, porque Grafite vive um momento espetacular. O camisa 9 da equipe comandada por Vagner Mancini balançou a rede de Victor e chegou ao quarto gol em quatro partidas na atual edição do torneio. A fase do jogador, que também passou pelo São Paulo neste ano, é espetacular.

Herança de Levir Culpi
O primeiro gol da partida, marcado por Patric, parecia um lance de jogada ensaiada. Marcos Rocha cobrou o escanteio na entrada da área e o lateral improvisado no meio-campo acertou uma boa finalização. Ele ainda contou com uma falha de Fernando Miguel para balançar a rede. Questionado sobre o lance, o jogador revelou que ele era treinado em 2015, quando Levir Culpi foi o treinador do Atlético. O gol, portanto, é uma herança deixada no time pelo atual comandante do Fluminense.

Craque do Vitória leva cinco pontos no rosto
Leandro Domingues é o principal jogador do Vitória na temporada. Entretanto, na partida diante do Atlético-MG, neste domingo, ele permaneceu no gramado por 45 minutos apenas. O motivo, segundo a assessoria de comunicação do Vitória, foi por opção técnica de Vagner Mancini. Entretanto, o jogador teve um problema clínico que contribuiu para a sua saída precoce do gramado. Ele foi atingido por Rafael Carioca ainda no primeiro tempo e teve que levar cinco pontos no rosto. O meia-atacante foi substituído por Flávio no intervalo.

Marcelo Oliveira adota sua formação ideal
A forma de jogar do Atlético-MG foi exatamente como Marcelo Oliveira colocou o Cruzeiro bicampeão brasileiro em 2013/2014 e o Palmeiras que venceu a edição passada da Copa do Brasil. Pela primeira vez, o treinador adotou o sistema 4-2-3-1 com as cores do novo clube. Na terceira rodada do Brasileirão, ele optou por escalar três volantes, esquema adotado por Diego Aguirre, seu antecessor, mas não foi feliz e o Galo perdeu por 3 a 0 para o Grêmio em pleno estádio Independência.

Marcação do Atlético-MG melhora com dois volantes
Por incrível que pareça, o Atlético-MG melhorou bastante a marcação com a mudança no meio de campo em relação à escalação rodada passada. No revés para o Grêmio, o treinador optou por utilizar três volantes – Leandro Donizete, Júnior Urso e Rafael Carioca. A defesa, contudo, foi uma verdadeira "peneira" e os zagueiros Tiago e Edcarlos tiveram dificuldades para conter os homens de frente do time comandado por Roger Machado. Neste sábado, a opção por Patric na vaga de Urso fez com que o Atlético ficasse mais consistente e veloz no setor, evitando as jogadas de perigo do mandante.

Vaias ao Vitória na Arena Fonte Nova
O Vitória venceu o Corinthians na segunda rodada e empatou com o América-MG na terceira. Entretanto, a relação com o torcedor na partida deste domingo (29) foi a pior possível. O público vaiou bastante no início do intervalo, sobretudo pelo fato de o visitante balançar a rede com Patric no primeiro tempo. Na substituição de Vander por Alípio, já na etapa complementar, as manifestações aconteceram novamente.

Ficha técnica
Vitória x Atlético-MG

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 29 de maio de 2016 (domingo)
Hora: 16h (horário de Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz (Fifa/MS) e Ivan Carlos Bohn (PR)

Gols: Patric (0-1) – 37'/2ºT; Kieza – (1-1) 33'/2ºT

Cartões amarelos: Maicon Silva, Diego Renan, Amaral, Willian Farias (Vitória); Lucas Cândido, Rafael Carioca, Carlos, Edcarlos, Capixaba (Atlético-MG)

Vitória
Fernando Miguel; Maicon Silva, Victor Ramos, Ramon e Diego Renan; Amaral, Willian Farias e Leandro Domingues (Flávio); David (Dagoberto), Kieza e Vander (Alípio).
Técnico: Vagner Mancini.

Atlético-MG
Victor; Marcos Rocha, Tiago, Edcarlos e Lucas Cândido; Rafael Carioca, Leandro Donizete e Patric; Hyuri (Capixaba), Pablo (Júnior Urso) e Carlos (João Figueiredo).
Técnico: Marcelo Oliveira.


 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos