Grêmio domina Coritiba, faz 2 a 0 e assume liderança do Brasileirão

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

O Grêmio é o líder do Campeonato Brasileiro. Neste domingo (29), o time de Roger Machado fez uma partida segura em Porto Alegre e aplicou 2 a 0 no Coritiba. Com os gols de Everton e Luan, o tricolor garantiu vantagem nos critérios e deixou o rival Internacional, que ganhou do Santos na Vila Belmiro, abaixo na tabela.

Grêmio e Inter acumulam 10 pontos, mas o time treinado por Roger Machado tem saldo seis contra três da equipe de Argel Fucks. O Coritiba segue com quatro pontos e agora é 14º na tabela.

A partida, válida pela quarta rodada do Brasileirão, demorou a ter uma chance real de gol. Mas foi o Grêmio quem sempre esteve perto de marcar.

Na próxima rodada, o Grêmio visita o Palmeiras. Já o Coritiba recebe a Chapecoense. O duelo do time gaúcho acontece na quinta-feira, no Pacaembu. E o jogo dos paranaenses um dia antes.

Quem decidiu: Everton

Meia-atacante foi o escolhido para vaga de Henrique Almeida, lesionado, e ajudou Grêmio a ter ataque diferente contra o Coritiba. Com troca constante de posição, Everton fez o primeiro gol do jogo ao se infiltrar bem e sofreu o pênalti convertido por Luan no segundo tempo. A jogada que terminou com falta na área foi um primor. Em arrancada de mais de 40 metros, ele deu meia lua e mostrou vigor.

Quem decepcionou: Juan

Principal peça criativa do Coritiba, camisa 55 gerou somente duas oportunidades em toda partida. A primeira em bola rasteira interceptada por Marcelo Hermes. A segunda com uma forte conclusão de fora da área. Sem ele, Kleber Gladiador naufragou na frente. A dupla, responsável por mais de metade dos gols do time no ano, foi quase nula em Porto Alegre.

Grêmio arrisca mais e explora Luan

Sem Bobô e Henrique Almeida, Luan flutuou entre todas as funções ofensivas. Douglas, Everton e Giuliano também. Além disso, o time gaúcho mostrou postura diferente. Os dois laterais foram liberados para apoiar simultaneamente, dando controle e circulação aliadas a repertório. Faltou profundidade no começo do duelo, mas o defeito desapareceu no segundo tempo. Com espaço, o tricolor cresceu. O jogo pelos flancos se tornou ainda mais forte e liquidou com o Coritiba.

Lesões e estratégia derrubam Coritiba

As lesões de Ceará e Alan Santos, antes do intervalo, obrigaram o Coritiba a mexer cedo. A queimar duas substituições que certamente seriam usadas no segundo tempo, dentro de uma estratégia de explorar possível desespero do Grêmio. Além das baixas, a ideia de esperar os donos da casa não deu certo. A flutuação de Luan e apoio dos dois laterais deu controle progressivamente levou o tricolor para perto do gol de Wilson. O recurso do coxa foi tentar concluir de longe, com os mais variados jogadores. João Paulo, em ótima cobrança de falta, acertou a trave e por muito pouco não salvou o time.

Fumaça paralisa o jogo

Antes dos cinco minutos do primeiro tempo, sinalizadores foram ligados na arquibancada norte. A fumaça gerada pelos itens se espalhou pela área onde estava Wilson. O goleiro e todo banco do Coritiba reclamaram da baixa visibilidade e o árbitro Sandro Meira Ricci parou o jogo por alguns segundos, até a nuvem artificial se dissipar.

Fair play polêmico

Alan Santos deu chapéu em Marcelo Hermes e caiu no gramado. O Grêmio recuperou a bola, poderia avançar para o ataque em superioridade numérica, mas Maicon jogou para fora. Boa parte do público e inclusive Roger Machado reprovaram o lance - registrado aos 37 do primeiro tempo. O treinador foi flagrado pelo Sportv dizendo: "Quero ver quando for o contrário, deixa eles botarem a bola para fora". Os torcedores gritaram "Ei, Maicon! Vai tomar no c...".

Gol com 11 contra 10

O lance do fair play foi sucedido pelo gol de Everton. A jogada começou com Bressan, recebendo do Coritiba e prosseguiu com Maicon - vaiado - acionando Hermes. O lateral fez sobreposição com auxílio de Giuliano, disparou para o fundo e cruzou. Everton ganhou do marcador e desviou de pé direito. Rafael Marques, zagueiro do Coritiba, atribuiu a ausência de Alan Santos (atendido fora do gramado) o gol sofrido. "Eles fizeram bem quando tínhamos um jogador a menos".

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO X CORITIBA

Data: 29/05/2016 (domingo)
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (SC)
Auxiliares: Bruno Raphael Pires (GO) e Nailton Sousa Oliveira (CE)
Cartão amarelo: Kleber, Rafael Marques, Juninho (CTB)
Gols: Everton, aos 40 minutos do primeiro tempo; Luan, aos 23 minutos do segundo tempo

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edilson, Geromel, Bressan e Marcelo Hermes; Maicon (Edinho), Walace, Giuliano, Douglas (Lincoln) e Everton (Pedro Rocha); Luan
Técnico: Roger Machado

CORITIBA: Wilson; Ceará (Dodô), R Marques, Juninho e Carlinhos; J Paulo, Alana Santos (Thiago Lopes), Juan e González (Negueba); Leandro e Kleber
Técnico: Gilson Kleina

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos