Com arbitragem polêmica, Fla vence Ponte com um a menos e minimiza crise

Do UOL, em São Paulo

Nada como uma vitória (ainda mais fora de casa) para minimizar a crise. Foi o que conseguiu o Flamengo na manhã deste domingo ao superar a Ponte Preta com um jogador a menos dentro do Moisés Lucarelli, por 2 a 1, de virada. Um gol contra – de Felipe Azevedo – e um golaço de Jorge deram ao time rubro-negro a segunda vitória na Série A do Brasileiro depois de uma sequência de dois resultados negativos.

E a vitória não apenas minimiza a crise do Flamengo, como também deixa o time, pelo menos por enquanto, bem perto do G-4. Com a vitória, a equipe carioca vai a sete pontos e assume o quinto lugar da tabela, mas podendo ainda ser ultrapassado por diversos times que ainda entram em campo neste domingo.

Foi, aliás, a primeira vitória do Flamengo sobre a Ponte desde 2005. O time rubro-negro havia acumulado nove jogos sem vencer (quatro derrotas e cinco empates) o rival até o resultado positivo deste domingo, que dá mais tranquilidade para o técnico Zé Ricardo – que assumiu o time após a saída de Muricy Ramalho – trabalhar enquanto a diretoria busca um novo nome para o cargo.

A Ponte Preta, por sua vez, acumula a segunda derrota consecutiva, estaciona nos quatro pontos e termina esta quarta rodada da Série A na 15ª colocação, bem perto da zona de rebaixamento.

Quem foi bem: Jorge mostra personalidade e faz golaço

Rodrigo Coca/Eleven/Estadão Conteúdo

Não apenas pelo golaço que decidiu a partida, mas Jorge fez uma partida de muita personalidade no Moisés Lucarelli. Seguro no setor defensivo, apesar dos excessivos ataques da Ponte Preta pelo lado direito, especialmente no segundo tempo, ainda apareceu bem nos escassos ataques flamenguistas.

Ponte abre placar com gol polêmico. Assistente volta atrás

Depois de dez minutos de total domínio da Ponte Preta, até com uma bola na trave de Roger, o time da casa abriu o placar com um gol polêmico. Wellington Paulista recebeu cruzamento da esquerda em posição legal, desviou de cabeça e mandou para as redes. O gol inicialmente foi anulado pelo árbitro depois de assistente levantar a bandeira e marcar impedimento. Logo depois, porém, ele voltou atrás.  "Eu errei e eu me corrigi", disse o assistente, segundo repórter da Sportv. O assistente justificou o erro alegando que inicialmente achou que Fábio Ferreira (esse sim, em posição de impedimento) tinha desviado de cabeça, e não Wellington Paulista. Desfeita a confusão, 1 a 0 para a Ponte, e muita revolta do Flamengo.

Flamengo responde com gol de cabeça (contra) e golaço

O Flamengo ainda não havia se encontrado em campo, mas mesmo assim conseguiu deixar tudo igual em um lance de bola parada. Em cobrança de falta esquerda, aos 20min, Alan Patrick cruzou e Felipe Azevedo desviou de cabeça, contra a própria meta. E mais uma vez teve polêmica. O assistente marcou impedimento, já que Arão estava em posição irregular. Mas o árbitro Anderson Daronco chamou a responsabilidade validou o gol. 1 a 1.

O time carioca, enfim, conseguiu aos poucos equilibrar a partida. Mas foi em mais um lance de bola na área que conseguiu, ainda antes do intervalo, virar o confronto. E com um golaço. Após escanteio da direita, o goleiro João Carlos afastou de soco e, no rebote, da entrada da área, Jorge acertou um lindo chute de esquerda, sem deixar a bola cair, e marcou o segundo do Flamengo - a bola ainda bateu no travessão antes de entrar.

Fernandinho perde a cabeça e deixa Fla com um a menos

Fernandinho precisou de pouco mais de dez minutos no segundo tempo para ser expulso de campo. Aos 5min, fez falta em Reinaldo e levou o amarelo. Já aos 16min, deixou o braço em Cristian, recebeu o segundo amarelo e, consequentemente, o vermelho. A partir daí, a posse de bola foi praticamente toda da Ponte Preta. Faltou, porém, efetividade do time alvinegro. Sorte do Fla, que pode ver a crise começar a deixar a Gávea.

Muralha faz 'milagre' e deixa campo ovacionado

Muralha trabalhou demais na manhã deste domingo, especialmente no segundo tempo, após a expulsão de Fernandinho. Além de ter cortado uma série de cruzamentos da Ponte Preta para a área, ele foi responsável por um 'milagre' nos minutos finais em finalização de Felipe Azevedo. Não à toa, deixou o campo ovacionado pelos torcedores flamenguistas. Leia mais

Zagueiro perseguido por torcida tem boa atuação

Perseguidos por torcedores rubro-negros durante a semana, tendo até seu carro danificado, César Martins foi a campo neste domingo como titular. Não comprometeu e foi importante no setor defensivo, apesar de alguns vacilos na etapa inicial. Levou um cartão amarelo bobo no primeiro tempo após fazer falta dura em Felipe Azevedo e, na etapa final, escorregou dentro da área e por pouco não permitiu o gol da Ponte Preta. Em contrapartida, fez bons desarmes em ataques perigosos do time da casa e foi bastante importante para segurar a pressão do time anfitrião.

Algoz da Ponte Preta estreia com a camisa alvinegra

Contratado pela Ponte Preta no começo de maio, o atacante William Pottker fez neste domingo a sua estreia com a camisa alvinegra (entrou no intervalo). Ele foi contratado do Figueirense, clube pelo qual inclusive fez três gols em dois jogos que disputou contra a equipe campineira. Teve 45 minutos para mostrar serviço, mas não foi bem.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos