Rogério e Maicon discutem feio após vitória e são contidos por companheiros

Do UOL, em São Paulo

Nem mesmo a vitória (por 1 a 0) no clássico contra o Palmeiras neste domingo, no Morumbi, deixou o clima totalmente tranquilo no São Paulo. Após o apito final, Maicon e Rogério discutiram feio na saída do campo e precisaram ser separados pelos companheiros.

Autor do único gol do jogo, Paulo Henrique Ganso estava próximo à discussão e comentou sobre o ocorrido. Ele explicou que a 'briga' começou por conta de uma cobrança de Maicon em relação às decisões de Rogério em lances ocorridos no segundo tempo.

O atacante são-paulino foi bastante acionado no fim do jogo. Em um dos lances, perdeu a bola e foi cobrado por Ganso. Depois, com companheiros ao seu lado, optou pelo chute e mandou para fora, em uma das últimas jogadas da partida. Cobrado por Maicon, Rogério não gostou e retrucou, iniciando a discussão.

"O Rogério tinha tomado as decisões dele no jogo... Foi uma questão de tomada de decisão", disse Paulo Henrique Ganso. Questionado sobre quem tinha razão na discussão, o camisa 10 minimizou: "Ninguém. Nosso time é um grupo e cresceu por causa disso. A gente cobra o Maicon para ir bem na defesa e ele cobra a gente para ir bem no ataque".

Com a cabeça mais tranquila, Rogério foi questionado sobre o lance, quase meia hora depois do apito final, e encarou a discussão como 'normal'. "Acontece. É de jogo. Tem que cobrar, e tem que ser dentro do campo mesmo. Só quem está trás vê o erro ali", disse o atacante.

Mais tarde, Maicon, na zona mista, também comentou o ocorrido. "É um jogador que tem nos ajudado bastante... A gente teve uma cobrança dentro de campo, positiva, não teve nada de negativo. Não foi a primeira vez e nem vai ser a última", disse.

"Time que quer vencer tem que ser cobrado dentro e fora de campo. No meu ver ele podia ter tocado a bola e no ver dele ele podia ter driblado. É um jogador que respeito bastante e falei pra ele: 'se falei alguma coisa que não te agradou, peço desculpa'", acrescentou.

 

Já o técnico Bauza, em entrevista coletiva, 'aprovou' a discussão entre os dois jogadores: "Me encanta que estejam peleando. Gosto muito. Quer dizer que tenho atletas que querem ganhar e quando há prestígio sempre há discussões. Se não houvessem, lamentaríamos. Oxalá que sigam acontecendo".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos