Santos vê baixa no ataque, mas é defesa que vira preocupação contra Inter

Do UOL, em São Paulo

  • Bruno Cantini/Atlético-MG

    Santos tem sofrido com falhas defensivas nos últimos jogos do Brasileirão

    Santos tem sofrido com falhas defensivas nos últimos jogos do Brasileirão

O Santos não esconde o temor em perder as principais peças do ataque nas próximas rodadas, seja por lesão, como a de Ricardo Oliveira, ou pela convocação de Lucas Lima e Gabriel. Entretanto, para o duelo contra o Internacional neste domingo, às 18h30 (de Brasília), na Vila Belmiro, o sistema defensivo, traz mais preocupação ao técnico Dorival Júnior.

Quatro gols sofridos nos primeiros jogos do Brasileirão fizeram o Santos ligar o sinal de alerta em relação ao desempenho da defesa. Até aqui, em três rodadas, todos os jogadores da linha de trás falharam no campeonato. O ataque, em contrapartida, marcou quatro gols nas últimas duas partidas.

Contra o Atlético-MG, por exemplo, Cazares fez o único gol do jogo depois de um erro na cobertura. Após lançamento longo para a área, David Braz não conseguiu alcançar a bola e viu o equatoriano concluir sem chances para Vanderlei.

No último domingo, diante do Coritiba, o zagueiro voltou a deixar um atacante livre na área. Na ocasião, Kleber se posicionou na pequena área, viu David Braz errar o tempo de bola e tocou para as redes. No segundo tempo, o Santos conseguiu virar a partida, com gols de Vitor Bueno e Renato.

No confronto desta quarta-feira, novos erros fizeram o técnico Dorival Júnior fazer críticas públicas. Segundo o comandante, a expulsão do zagueiro Gustavo Henrique influiu diretamente no resultado -- com dez em campo, o Santos sofreu o empate no último minuto.

"O jogo até o momento da expulsão foi um e depois foi outro, facilitamos a situação para o Figueirense se recuperar. Perdemos uma ótima oportunidade em razão da forma como vínhamos jogando. Proporcionamos as condições para o Figueirense se recuperar", disse Dorival.

Os dois gols do Figueirense também foram marcados por falhas individuais. No primeiro gol, Victor Ferraz não impediu a conclusão de Rafael Moura. No segundo, dois atletas erraram no lance: o goleiro Vanderlei, que não conseguiu segurar a bola pelo alto, e Zeca, que deu espaço para o chute de Ermel.

Para o atacante Paulinho, o problema que ocorre com zaga, na verdade, é uma questão de comportamento de todo o time. Paulinho acredita que os atletas relaxaram na marcação após conquistarem o título paulista.

"Não falo da zaga, mas sim do grupo inteiro. Meia, zaga, ataque. No começo do ano, no Paulista, estávamos com marcação forte e não errávamos. Conversamos bastante, queríamos marcar com o olho, não acompanhávamos. O titulo do Paulistão acomodou um pouco nesses primeiros jogos do Brasileiro. Estávamos pensando que ganharíamos a partida quando quiséssemos. A equipe vai voltar com uma nova cara, o Paulista já passou, ganhamos, comemoramos, e agora é focar no Brasileiro para não perder esses pontos", disse Paulinho.

O Santos recebe o Inter no próximo domingo, na Vila Belmiro. Com quatro pontos, o time está empatado com outras nove equipes do Brasileirão. No confronto, Lucas Veríssimo, que treinou entre os titulares na última sexta-feira, no CT Rei Pelé, deve ser escalado no lugar de Gustavo Henrique.

Ficha Técnica 
 
Santos x Internacional
 
Data e horário: domingo, às 18h30 (de Brasília)
Local: Vila Belmiro, Santos-SP
Arbitragem: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Auxiliares: Fabrício Vilarinho de Souza (FIFA) e Christian Passos Sorence (ambos de Goiás)
 
Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Zeca; Thiago Maia, Renato, Rafael Longuine e Vitor Bueno; Paulinho e Joel. 
Técnico: Dorival Júnior. 
 
Inter: Danilo Fernandes; William, Paulão, Ernando e Artur; Anselmo, Fernando Bob, Fabinho, Andrigo e Eduardo Sasha; Vitinho. 
Técnico: Argel. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos