De auxiliar a rival. Marcelo Oliveira tenta vencer Levir pela primeira vez

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Atlético-MG

    Marcelo Oliveira e Levir Culpi se enfrentaram sete vezes nos últimos anos

    Marcelo Oliveira e Levir Culpi se enfrentaram sete vezes nos últimos anos

Tudo começou há dez anos, no final de maio de 2006. Em momento complicado na Série B do Campeonato Brasileiro, o Atlético-MG recorria a Levir Culpi mais uma vez, para a terceira passagem do treinador pelo clube mineiro. Levir chegou e assumiu a equipe após um empate sem gols com o Guarani, em Campinas. Na ocasião, o treinador apenas acompanhou a partida de uma cabine, já que no banco de reservas estava o interino Marcelo Oliveira.

Pouco mais de dez anos depois, ambos estarão à beira do gramado do Independência, nesta quarta-feira, para o duelo entre Atlético-MG e Fluminense, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. Momento muito diferente daquele em que Levir e Marcelo se uniram para ajudar o Atlético. Levir chegou e encontrou um gigante que patinava na segunda divisão. Manteve Marcelo por perto, alternando entre auxiliar e técnico da equipe sub-20. O Atlético subiu e, para o torcedor alvinegro, muita coisa mudou para melhor.

Levir deixou a Cidade do Galo no ano seguinte, para comandar o Cerezo Osaka, do Japão. Os poucos meses de trabalho na comissão de Levir foram suficientes para Marcelo Oliveira estreitar os laços com Tico do Santos. Então auxiliar do treinador paranaense, Tico passou a trabalhar com Marcelo em 2009. E estão juntos desde então.

O reencontro com Levir Culpi não chega a ser uma novidade para a dupla que está no comando do Atlético. Antes, no Cruzeiro, eles tiveram a chance de enfrentar Levir, que era o comandante do Atlético, pela quarta vez. E o mestre levou a melhor sobre os pupilos. Foram sete clássicos, com cinco vitórias do Atlético de Levir e dois empates.

Resultados que fizeram Levir ganhar a Copa do Brasil de 2014 sobre os amigos Marcelo e Tico, além de chegar à final do Mineiro de 2015. Mas apesar das duas derrotas no Brasileirão de 2014, o Cruzeiro de Marcelo e Tico conquistou o bicampeonato nacional. No reencontro desta noite, o objetivo é o mesmo: conquistar o Brasileirão.

Com cinco pontos em 12 possíveis, o Atlético de Marcelo luta contra os desfalques para não ficar muito atrás dos líderes. Vencer o Levir pela primeira vez é  o resultado que Marcelo precisa para provar que o Atlético está mesmo forte na disputa pelo título.

"A adversidade vai servir para nos fortalecer. Tenho certeza que retomamos o caminho e vamos chegar em dezembro com chances de títulos", comentou Marcelo Oliveira, que também busca a primeira vitória no comando do Atlético neste retorno à Cidade do Galo.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG X FLUMINENSE

Data: 1º de junho de 2016, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Motivo: 5ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (FIFA/SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (FIFA/SP) e Anderson José de Moraes Coelho (SP)

ATLÉTICO-MG: Victor, Marcos Rocha, Tiago, Gabriel e Lucas Cândido; Leandro Donizete, Rafael Carioca e Patric; Pablo, Robinho e Carlos.
Técnico: Marcelo Oliveira.

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Jonathan, Gum, Henrique e Giovanni; Edson, Douglas, Gustavo Scarpa e Cícero; Richarlison e Fred.
Técnico: Levir Culpi.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos