Novo líder! André marca e Corinthians vira nos acréscimos sobre Coritiba

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

O Corinthians conseguiu uma virada heroica neste sábado, em Itaquera, diante do Coritiba. Atrás do placar até os 43min do segundo tempo, a equipe de Tite conseguiu remontar o marcador com gols de André e Uendel, este último nos acréscimos, e venceu por 2 a 1.

O resultado levou o Corinthians para a liderança do Brasileiro com 13 pontos, com melhor saldo do que o Inter, que tem um jogo a menos (enfrenta o Vitória nesse domingo). Já o Coritiba permanece com quatro pontos e é o penúltimo colocado. 

Tite, que acenou a possibilidade de poupar muita gente, só deixou Vílson e Giovanni Augusto de fora na formação inicial. Mesmo assim, o Corinthians sofreu além do que esperava nesta noite para furar a retranca do Coritiba, que havia aberto o marcador com Negueba, melhor jogador da partida. 

Negueba marca muito e faz gol em contra-ataque

O gol do Coritiba em Itaquera foi feito em velocidade, com assistência do jovem lateral direito Dodô para Negueba vencer Walter. Além de anotar, ele ainda marcou muito como jogador de beirada escalado por Pachequinho. Curiosamente, o último gol de Negueba havia sido na reta final do Brasileirão passado, justamente na Arena Corinthians, em vitória alvinegra também por 2 a 1.

Marlone não joga bem e sai no intervalo

Sem Giovanni Augusto, preservado, Marlone foi a opção de Tite para a partida e não conseguiu desencantar. Preso à marcação de Dodô, pegou pouco na bola e foi, como todo o ataque corintiano, encaixotado pela defesa do Coritiba. Saiu no intervalo para a entrada de Giovanni.

Ernesto Rodrigues/Folhapress

Corinthians tem dia de grandes emoções e consegue virada

A partida em Itaquera foi de um primeiro tempo complicado para o Corinthians, que não achou espaços na defesa do Coritiba em boa parte dos 90 minutos. Inseguro, levou alguns contra-ataques e, em um deles, Negueba abriu o placar no fim da etapa inicial. As coisas só começaram a mudar na base da pressão e com espaços pelo centro da defesa visitante. André, em chute cruzado de Uendel, e o próprio Uendel, de cabeça, conseguiram decretar a virada. 

Coritiba faz o possível, mas não segura o ataque corintiano

Bem arrumado, o time de Pachequinho pareceu ter adotado uma estratégia correta para atuar em Itaquera. Até os 89 minutos, estava com a vitória nas mãos, e teve jogadores em destaque como Juninho, Dodô, o goleiro Wilson e o atacante Negueba. Mas, com só um gol de vantagem e poucos contra-ataques na etapa final, acabou vazado duas vezes no final. 

André surpreende com um gol fundamental

Último jogador a ir a campo na equipe de Tite, André mostrou inteligência para não entrar em impedimento e se esticou todo para fazer o gol que mudou o panorama da noite. Ele, que negociou ida ao Sport durante a semana e ficou, acabou aplaudido pela torcida em peso após conseguir a redenção. Por pouco, André não fez ainda o gol da virada, mas o papel coube a Uendel, que determinou o 2 a 1 aos 49min. 

Estreante na zaga, Pedro Henrique falha em gol do Coritiba

Sem Yago (suspenso por doping), Balbuena (na Copa América) e Vílson (machucado), Tite escalou o jovem zagueiro Pedro Henrique. Estreante em partidas oficiais pelo profissional do Corinthians, o jogador de 20 anos falhou na tomada de decisão em contra-ataque do Coritiba e abriu buraco na defesa em lance que virou gol de Negueba.

Tite enche o time de atacantes e consegue vitória

O Corinthians teve muitos problemas para superar o sistema defensivo do Coritiba. Tite mudou a maneira de jogar diversas vezes ao longo da partida. Adiantou Bruno Henrique na etapa inicial, depois abriu o time com Danilo no lugar de Cristian para voltar ao 4-1-4-1 e, nos 15 minutos finais, escancarou de vez ao sacar Pedro Henrique para botar André. As mudanças surtiram efeito, a equipe corintiana pressionou e conseguiu os gols no fim. 

Pachequinho arma ferrolho em reestreia pelo Coritiba e quase arranca triunfo

Responsável por salvar o time paranaense do rebaixamento em 2015, Pachequinho foi escolhido para o lugar de Gílson Kleina e optou por uma postura bastante defensiva em Itaquera. No sistema 4-1-4-1, com apenas um volante de origem, travou os lados do Corinthians. Juninho, normalmente zagueiro, foi lateral esquerdo e teve atuação precisa. Mas, de tanto pressionar, o time de Tite encontrou a virada e jogou a estratégia do Coxa por água abaixo. 

Juca: ataque contra defesa o segundo tempo e vitória dramática

Para o blogueiro do UOL Juca Kfouri, a sensação era a de que o jogo poderia durar a noite inteira que o Coritiba não sofreria gol. Mas que André e Uendel, ao conseguirem furar a retranca e balançar as redes, deram justiça à partida. 

Ficha técnica

CORINTHIANS 2 x 1 CORITIBA

Local: Arena Corinthians, em Itaquera, em São Paulo (SP)
Data: 4 de junho, sábado
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC) e Rafael da Silva Alves (RS)
Público: 27.206 total (26.958 pagantes)
Renda: R$ 1.312.962,00
Cartões amarelos: Fagner, Cristian (Corinthians); Rafael Marques, Ruy, Negueba, Lucas Claro (Coritiba)
Gols: Negueba (Coritiba), aos 47 do 1º tempo; André, aos 44, e Uendel (Corinthians), aos 49 do 2º tempo

CORINTHIANS: Walter; Fagner, Felipe, Pedro Henrique (André) e Uendel; Bruno Henrique, Cristian (Danilo), Marlone (Giovanni Augusto), Guilherme e Marquinhos Gabriel; Luciano.
Treinador: Tite

CORITIBA: Wilson; Dodô (César Benitez), Rafael Marques, Lucas Claro, Juninho; João Paulo, César Gonzalez (Fábio Braga), Ruy (Thiago Lopes), Juan; Kléber e Negueba.
Treinador: Pachequinho

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos