Reunião todo dia e colegiado. Os bastidores da liderança do Inter

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Divulgação/Internacional

    Inter sofreu apenas um gol nos últimos 11 jogos e tem início acima do esperado

    Inter sofreu apenas um gol nos últimos 11 jogos e tem início acima do esperado

O Internacional voltou a liderar o Brasileirão quase 750 dias depois. Por trás da campanha de 87% de aproveitamento, está uma rotina incomum e um procedimento tido internamente como decisivo para arrancada surpreendente. Todos os dias, a comissão técnica realiza uma reunião e debate os rumos da equipe, dos treinos e da temporada.

O encontro acontece uma hora antes do treino, no CT do Parque Gigante. Com Argel se reúnem auxiliares, preparadores físicos, treinador de goleiros, médicos, fisiologistas e até logística.

Na conversa, a comissão técnica avalia os planos para o chamado microciclo de treinamento. Revisa metas, repassa condição física e nível de recuperação de lesionados e ajusta metas no planejamento de curto prazo.

"A gente revista as cargas de trabalho, analisa a resposta do grupo aos treinos recentes e planifica aquilo que está em um curto prazo", conta João Goulart, preparador físico.

O uso de trabalhos com campo reduzido, o volume de esforço em cada atividade e características do próximo adversário também aparecem na pauta.

A iniciativa foi adotada em janeiro e entrou na agenda do departamento oficialmente. Se tornando um ato de treinamento. Virando rotina e evitando diálogo direto e informal entre áreas do vestiário.

Formada quase integralmente por profissionais que surgiram nas categorias de base, a comissão técnica atual do Inter é exaltada. Pelo custo menor em relação a equipes de trabalho com profissionais 'de fora', mas também por ter identificação e relação com grande parte dos jogadores do elenco – também oriundos de times inferiores.

A maior virtude de Argel no processo, segundo os envolvidos, é justamente a capacidade de ouvir os demais integrantes da comissão. Diversos trabalhos e propostas para o modelo de jogo atual vieram de auxiliares e outros funcionários.

No domingo, o Internacional põe à prova seu método contra o Vitória. O jogo, no Barradão, vale a manutenção da ponta do campeonato. E afirmação do estilo de atuar e programar.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos