Prass comemora pontos conquistados fora e critica torcida única em SP

Do UOL, em São Paulo

O Palmeiras venceu a primeira fora de casa neste Campeonato Brasileiro , contra o Flamengo em Brasília, e entrou no G-4 da competição neste domingo (5), resultado que animou o goleiro Fernando Prass não pela situação no campeonato, mas por somar pontos longe do Allianz Parque.

"É cedo ainda, o campeonato está muito no início. O importante não é o G-4, é a pontuação. Óbvio que traz tranquilidade a mais. Vínhamos de 100% em casa e vencemos fora", comemorou o goleiro em entrevista na saída de campo ao canal Premiere.

Prass não deixou de comentar os eventos infelizes nas arquibancadas do Mané Garrincha, onde a polícia soltou gás de pimenta para conter uma briga entre torcidas de Flamengo e Palmeiras. Chateado, o capitão palmeirense afirmou que esse problema não é exclusivo ao futebol e criticou a torcida única adotada em clássicos paulistas.

"Não é o futebol, é nosso país que está assim. A gente viu o que aconteceu essa semana com uma menina no Rio e em São Paulo com um garoto de dez anos. Uma criança de 10 anos ser morta pela polícia, independente da versão, é inaceitável. Quer ela esteja armada ou não", comentou.

"Tem que ter um caminho, leis mais rígidas, que criminalizem a todos dentro do futebol. Todo mundo sabe quem faz, quem participa. É tão bonito ver torcidas misturadas, mas é impensável", lamentou. "Torcida única é um paliativo".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos