Sport e Atlético-MG fazem jogo de oito gols em grande atuação de Robinho

Do UOL, em Belo Horizonte

Robinho fez tudo para tirar uma nota 10 no duelo entre Sport e Atlético-MG. O atacante sofreu dois pênaltis, marcou dois gols e ainda deu duas assistências. No entanto, a grande exibição do camisa 7 não foi suficiente para a equipe mineira vencer. Em tarde de muitos gols na Ilha do Retiro, Sport e Atlético empataram em 4 a 4.

Se o Atlético contou com um Sport fraco defensivamente e um Robinho inspirado, a equipe pernambucana aproveitou um adversário que tem muita dificuldade em manter o resultado. Já são três rodadas que o time mineiro abre vantagem e acaba sofrendo o empate. Resultado que teve gosto amargo, já que o Atlético vencia por 4 a 2.

O empate não foi bom para nenhum dos lados. Mas o jogo foi bom para quem parou para assistir. Oito gols, bola na trave, defesas dos goleiros. E no fim, um alento para Sport e Atlético. As duas equipes podem fazer mais do que fizeram nas primeiras seis rodadas.

Robinho tem atuação praticamente perfeita

Maior contratação do Atlético para a temporada, Robinho fez seu grande jogo com a camisa atleticana. Apesar da artilharia do Campeonato Mineiro e alguns bons lances na Copa Libertadores, o atacante estava devendo uma partida como fez na Ilha do Retiro. Foram dois gols, em pênaltis sofridos por ele mesmo, e duas assistências, para os gols de Júnior Urso e Patric. Atuando como um camisa 10, Robinho ditou o ritmo da equipe alvinegra em sua melhor exibição desde que chegou à Cidade do Galo. Quando deixou o campo, o Atlético vencia por  4 a 2.

Árbitro erra muito e Sport tenta ganhar no grito

O árbitro Rodrigo Nunes de Sá (RJ) não teve uma dar jornadas mais felizes em Recife. O juiz errou em três lances capitais na primeira etapa. Deixou de marcar falta em Lucas Cândido na jogada do primeiro gol do Sport, anulou um gol legal do Atlético e marcou pênalti de Serginho em Robinho, algo bastante contestado pelo time da casa. A partir de então, o que se viu foi os jogadores do Sport pressionarem o árbitro a cada lateral ou pedido de falta.

Marcelo segue sem vencer e próximo desafio é o clássico

Por um momento ficou a sensação que o Atlético finalmente venceria o primeiro jogo com o técnico Marcelo Oliveira. Sempre em vantagem no marcador, inclusive com dois gols a mais até os 27 minutos do segundo tempo, o Atlético mais uma vez não conseguiu segurar o resultado. Pela terceira rodada seguida que o time sai na frente e sofre o empate. Com quatro empates e uma derrota, o próximo desafio de Marcelo Oliveira é o clássico com o Cruzeiro.

Estratégia Atlético funciona por apenas um tempo

A postura da equipe atleticana permaneceu intacto por quase todo o jogo. Sempre que pegava a bola, o Atlético não mostrava pressa para chegar ao gol adversário e ficava trocando passes. A estratégia funcionou muito bem. O Sport não conseguiu pressionar nos minutos iniciais e sofria na marcação sempre que a troca de passes do Atlético acontecia no campo ofensivo. Dessa forma o time alvinegro conseguiu ditar o ritmo da partida, mesmo com a equipe da casa atrás no marcador.

Carlos Eduardo destoou do demais companheiros

Aos 15 minutos do segundo tempo o técnico Marcelo Oliveira colocou Carlos Eduardo em campo. Claramente para ajudar Patric e Robinho na puxada do contra-ataque, já que Carlos se mostrava cansado. Mas o que se viu em campo foi um jogador com dificuldade para dominar a bola e passar a bola. A partir da entrada de Carlos Eduardo, que ajuda na marcação como ajudava Carlos, o Sport cresceu na partida.

FICHA TÉCNICA
SPORT 4 X 4 ATLÉTICO-MG

Data: 05/06/2016 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Motivo: 6ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Ilha do Retiro, em Recife (PE)
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Assistentes: Rodrigo Henrique Correa (FIFA/RJ) e Dibert Pedrosa Moisés (RJ)
Cartões amarelos: Samuel Xavier (SPT) Júnior Urso e Gabriel (CAM)
Gols: Júnior Urso aos 21 min, Rithely aos 25 min, Robinho aos 29 min, Patric aos 41 min, Gabriel Xavier aos 44 min e Robinho aos 47 min do primeiro tempo; Edmilson aos 28 min e Diego Souza aos 30 do segundo tempo.

SPORT
Magrão, Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê (Rodney Wallace, aos 35 do 2º); Rithely, Serginho, Gabriel Xavier, Everton Felipe (Reinaldo Lenis, aos 27 do 2º) e Diego Souza; Edmílson (Túlio de Melo, aos 40 do 2º).
Treinador: Oswaldo de Oliveira.

ATLÉTICO-MG
Victor, Marcos Rocha, Tiago, Gabriel e Lucas Cândido; Leandro Donizete, Rafael Carioca, Júnior Urso e Patric (João Figueiredo, aos 39 do 2º); Robinho (Pablo, aos 25 do 2º) e Carlos (Carlos Eudardo, aos 15 do 2º).
Treinador: Marcelo Oliveira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos