Atlético e Cruzeiro acirram disputa e buscam as mesmas posições no mercado

Enrico Bruno, Thiago Fernandes e Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

Atlético-MG e Cruzeiro se enfrentarão neste domingo (11), pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. A rivalidade, contudo, chega também aos bastidores dos clubes. Às vésperas da abertura da janela de transferências internacional, ambos têm a mesma necessidade em relação às contratações.

Logo após seu primeiro jogo à frente do time, Marcelo Oliveira destacou que precisa de reforços em três posições. O treinador pretende as contratações de um lateral esquerdo, um zagueiro e um centroavante. Paulo Bento evita se pronunciar sobre posições, mas é consenso entre diretoria e comissão técnica que o elenco necessita de pelos menos dois nomes para setores semelhantes às buscas do arquirrival: lateral esquerda e ataque (além de um meia-atacante).

Sem Douglas Santos, na seleção brasileira, e com a lesão muscular de Lucas Pratto, o Atlético traça as chegadas de um lateral esquerdo e um centroavante como prioridades no mercado da bola. Ainda é possível a chegada de um zagueiro à Cidade do Galo.

"De imediato, precisamos de atacante de área e um lateral-esquerdo, para que não tenhamos que improvisar. E com a saída do Erazo (na Seleção Equatoriana) e do Leonardo (Silva), lesionado, ficamos só com um zagueiro e precisamos de três ou quatro em um grupo profissional, por causa da incidência de cartões", afirmou. Marcelo Oliveira.

O clube esteve muito próximo de anunciar a contratação do zagueiro Felipe Macedo. Contudo, não entrou em acordo com Goiás, mesmo depois de o defensor ser liberado para realizar exames médicos em Belo Horizonte, e deu as negociações como encerradas.

Bruno Cantini/Atlético-MG

Para a lateral esquerda, o Atlético encaminhou acerto com Fábio Santos, atualmente no Cruz Azul, do México. O clube pretende acertar contrato de três temporadas com o jogador de 30 anos. Entretanto, necessita da liberação do detentor de seus direitos econômicos para anunciá-lo como reforço.

A diretoria ainda monitora, desde dezembro passado, a situação de Alexandre Pato. Emprestado ao Chelsea, da Inglaterra, até 30 de junho, o atacante estará livre do vínculo com o Corinthians em deste ano e pode assinar pré-contrato com outro clube a partir de julho.

OLI SCARFF/AFP

O Cruzeiro está muito próximo de liberar Sánchez Miño, que vinha atuando como lateral esquerdo. A saída do argentino faz com que o clube tenha apenas uma opção para o setor – Bryan. A diretoria, portanto, busca outro atleta para a posição. Os nomes não foram definidos. Paulo Bento reconhece as carências, mas faz mistério ao falar sobre nomes:

Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

"Entendo a função de vocês (imprensa), dos sócios, a galera do Cruzeiro, tenho um enorme respeito como tenho pelos diretores. Não me levem a mal, mas sobre questões que tenham a ver com a parte interna do clube, falarei internamente. Eu sabia o que encontraria aqui, o elenco que temos no momento possui 33 jogadores. Naturalmente, temos vários indisponíveis por problemas físicos. Trataremos com os que estão disponíveis no momento para fazerem o melhor trabalho possível e não arrumar qualquer tipo de desculpas", comentou.

No ataque, já há um atleta em vista: Rafael Sóbis. O jogador defende o Tigres, do México, mas já adiantou um acordo com os mineiros. Ele pediu salário de R$ 500 mil por mês e luvas de R$ 2 milhões para acertar o retorno ao Brasil.

Eduardo Verdugo/AP Photo

Embora esteja muito próximo de um acordo com Sóbis, de 30 anos, o Cruzeiro segue atrás de um jogador que possa vestir a camisa 9. Alecsandro, do Palmeiras, foi consultado pela diretoria, mas ele conta com a admiração de Cuca e deve permanecer na Academia de Futebol. Os mineiros, portanto, procuram outro atleta para o setor.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos