Roger fala em injustiça e 'outros eventos' após empate do Grêmio

Do UOL, em Porto Alegre

Roger Machado quase não falou de outra coisa após Fluminense e Grêmio, neste sábado (11), em Volta Redonda. Em entrevista coletiva, o técnico do time gaúcho reclamou da arbitragem de André Luiz de Freitas Castro. Entre os termos usados estão injustiça e 'outros eventos' para falar do escore final, válido pela sétima rodada do Brasileirão.

"O gol deles o domínio foi com a mão. O jogo nos daria três pontos, outros eventos nos fizeram sair com um. Perder um jogador no primeiro tempo, segurar o resultado no segundo tempo. São dois pontos perdidos pela circunstância da partida, mas um ponto importante para o campeonato", disse Roger.

No primeiro tempo, o Grêmio teve Ramiro expulso logo após jogada entre Edilson e Wellington Silva. O volante do time gaúcho levou cartão vermelho por reclamação e a decisão do árbitro revoltou a equipe de Porto Alegre.

Ainda na etapa inicial, o Grêmio reclama de um pênalti. Henrique tocou com a mão na bola ao tentar marcar jogada pelo lado do campo. O gol do tricolor, contudo, saiu depois da expulsão. Roger Machado, contudo, não quis tomar o feito como fruto da indignação do elenco.

"Não saúdo, porque quando chega a esse ponto (indignação) é porque tem algo errado em campo. Poder de indignação sempre houve. A injustiça aconteceu do nosso lado agora. O ideal é a arbitragem não aparecer no jogo, mas quando alguém reclama tem algo errado. O que gostei foi o poder de reação da equipe", afirmou o treinador.

Minutos antes, o volante Maicon também criticou bastante a atuação da arbitragem.

Com o empate, o Grêmio chega aos 14 pontos. No domingo, o time gaúcho por um empate por 0 a 0 entre Palmeiras e Corinthians para seguir em segundo lugar na tabela.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos