São Paulo se complica e cede virada ao Atlético-PR no Morumbi

Do UOL, em São Paulo

Depois de abrir o placar com Maicon, o São Paulo passou o primeiro tempo e o começo do segundo sem ser incomodado pelo Atlético-PR. Porém, cansou de perder gols e acabou castigado pelo time paranaense, que virou o jogo no do fim segundo tempo (já aos 42min) e saiu do Morumbi na fria noite deste sábado com uma vitória de 2 a 1, em duelo válido pela sétima rodada do Brasileiro.

É a segunda derrota do São Paulo no Morumbi neste Brasileiro – a primeira foi para o Internacional, também por 2 a 1. Com o resultado, o time tricolor estaciona nos dez pontos e fica com a sexta posição, seguido de perto pelo próprio Atlético-PR, que alcançou a mesma pontuação.

Novamente no Morumbi, o São Paulo volta a campo na quarta-feira para encarar o Vitória, às 19h30 (horário de Brasília). Já o Atlético-PR permanece no estado de São Paulo e encara a Ponte Preta no Moisés Lucarelli, no mesmo dia e horário.

Quem foi bem: Walter entra e muda o jogo

A entrada de Walter fez toda diferença na partida deste sábado. O atacante começou no banco, mas entrou no segundo tempo (aos 10min) e foi importante para o Atlético-PR, que até então não tinha assustado o São Paulo. Foi dele a primeira boa chance do time paranaense. Logo depois, foi decisivo ao chamar três marcadores no canto direito e deixar Léo livre para cruzar e Otávio mandar para as redes.

Quem foi mal: Kardec não aproveita nova chance

Alan Kardec não seria titular, mas o desfalque de última hora de Calleri (ler mais abaixo) fez com que o camisa 14 ganhasse mais uma chance no ataque do São Paulo. Porém, mais uma vez ele decepcionou. Não jogou bem e de quebra ainda perdeu boa chance na etapa final. Após a virada do Atlético-PR, foi xingado pela torcida.

Drama: Calleri vira desfalque de última hora

O jogo contra o Atlético-PR marcaria a volta de Jonathan Calleri ao time do São Paulo. O atacante, porém, virou desfalque de última hora por conta da morte de seu melhor amigo, em um acidente de moto. O argentino deixou o Morumbi chorando, pegou seu carro pessoal e embarcará para a Argentina assim que possível. Sem Calleri, Alan Kardec ganhou nova chance. Leia mais.

Longo tabu que se encerra

O Atlético-PR não sabia o que era vencer o São Paulo fora de casa desde 1983, quando superou o time paulista por 1 a 0 no Morumbi, pelas quartas de final do Campeonato Brasileiro. Com isso, quebrou um longo jejum de 33 anos.

"P... que o pariu, é o melhor zagueiro do Brasil"

Julia Chequer/Folhapress

Maicon já vem, há algum tempo, caindo nas graças da torcida do São Paulo. Isso pôde ser ainda mais comprovado na noite deste sábado, quando os torcedores tricolores que compareceram ao Morumbi puxaram o seguinte grito: "P... que o pariu, é o melhor zagueiro do Brasil, Maicon!". E não foi à toa. Bem na defesa, Maicon foi ainda a principal arma ofensiva do São Paulo. Primeiro, mandou uma bola na trave em cobrança de falta. Depois, abriu o placar ao aproveitar escanteio da direita e mandar de cabeça para as redes.

Que hora, hein? Premiere perde gol do Atlético-PR

Reprodução

O canal Premiere FC enfrentou problemas técnicos em sua transmissão e acabou perdendo bem o gol de empate do Atlético-PR no Morumbi. Instantes depois, o jogo voltou a ser transmitido normalmente e o gol de Otávio foi reprisado. Leia mais.

Autuori reencontra o São Paulo

A ligação entre o técnico Paulo Autuori e o São Paulo tornou-se eterna na temporada 2005, quando o time tricolor conquistou os títulos do tri da Libertadores e do Mundial, sobre o Liverpool. Oito anos depois, o treinador voltou ao clube para uma passagem breve e sem sucesso. Neste sábado, os dois se reencontraram pela primeira vez desde então.

Juca Kfouri: "Ah, o futebol"

Para Juca Kfouri, blogueiro do UOL Esporte, as mudanças de Paulo Autuori foram importantes na vitória do Atlético-PR. "Diante de 12.389 torcedores que começaram a noite incomodados apenas com o frio, Ernani, ele mesmo, aos 42, enfiou a cabeça na bola de um escanteio batido por Nikão, virou o jogo para 2 a 1 e fez presente o inesperado Furacão. Ah, o futebol", opina Juca.

SÃO PAULO 1 X 2 ATLÉTICO-PR

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 11/06/2016 (sábado)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Auxiliares: Alexandre Pluinelli Kleiniche (RS) e Lúcio Beierdorsf Flor (RS)
Cartões amarelos: Bruno (São Paulo), Otávio e Sidcley (Atlético-PR)
Público e renda: 12.389 / R$ 383.287,00
Gols: Maicon, aos 40min do primeiro tempo; Otávio, aos 20min, e Hernani, aos 42min do segundo tempo

SÃO PAULO
Denis; Bruno, Lugano, Maicon e Matheus Reis; João Schmidt, Thiago Mendes e Ytalo (Lucas Fernandes); Kelvin (Luiz Araújo), Centurión e Alan Kardec
Técnico: Edgardo Bauza

ATLÉTICO-PR
Weverton; Léo, Wanderson, Thiago Heleno e Sidcley; Deivid, Otávio e Marcos Guilherme (Walter); Ewandro (Nikão), André Lima (Hernani) e Pablo
Técnico: Paulo Autuori

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos