Cruzeiro vence Atlético na estreia de Fred e troca de lugar com o rival

Thiago Fernandes e Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

´

A véspera do clássico entre Atlético-MG e Cruzeiro foi marcada pela contratação do atacante Fred, jogador com histórico no clube celeste. O centroavante fez o que se esperava dele, marcou na estreia, como sempre fez. Mas o Cruzeiro fez mais, especialmente Arrascaeta, e venceu o clássico por 3 a 2, de virada.

Vitória que teve sabor mais do que especial para o Cruzeiro. Além da rivalidade local, o resultado inverteu os dois clubes na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. Após algumas rodadas na zona de rebaixamento, o Cruzeiro deixou as últimas posições e mandou para lá o rival Atlético.

Se o lado azul de Minas Gerais é só festa, o lado alvinegro é de pressão e cobranças. O técnico Marcelo Oliveira segue sem vencer no comando do Atlético. Já são seis partidas, com quatro empates e duas derrotas. Ambas no Independência. Aliás, o Horto não é mais o mesmo. Nem em clássicos. Já são quatro no local sem que a equipe visitante, no caso o Cruzeiro, seja derrotado.

Arrascaeta decide o clássico com drible genial e assistência

Bastante criticado pela torcida do Cruzeiro, o jovem Arrascaeta oscila entre bons e maus jogos com a camisa celeste. Certamente o clássico deste domingo, contra o Atlético, vai ficar marcado com um dos melhores do uruguaio desde a chegada à Toca da Raposa. Um drible desconcertante em Gabriel, no lance do segundo gol, e a bola precisa na cabeça de Bruno Rodrigo, no gol que garantiu o triunfo cruzeirense.

Leonardo Silva sofre com a falta de ritmo e defesa continua mal

O retorno de Leonardo Silva, após quase um mês no departamento médico parecia um alento para o sistema defensivo do Atlético, tão criticado neste começo de Campeonato Brasileiro. No entanto, mesmo com o capitão em campo, a defesa foi mal no clássico com o Cruzeiro. Os três gols sofridos fazem o Atlético ter a defesa mais vazada da competição, ao lado do Coritiba. Cada clube levou 13 gols. Sem jogar desde 18 de maio, Leonardo Silva já teve tardes melhores.

Fred mantém escrita de marcar na estreia e comemora, mas é derrotado

Assim como aconteceu nos demais clubes que defendeu ao longo da carreira, Fred marcou na sua estreia. O gol pelo Atlético foi especial, afinal foi sobre o Cruzeiro, equipe que defendeu entre 2004 e 2005. Apesar de mostrar muita vontade e muita luta em campo, o centroavante não recebeu tantas bolas em condição de finalizar. Apesar do gol marcado, Fred deixou o campo derrotado.

Apesar do aviso de Bento, Atlético devolve a bola para o Cruzeiro

O técnico Paulo Bento avisou depois da partida contra o América-MG. "O Cruzeiro não vai devolver a bola e não quer que os adversários devolvam quando tiver um jogador atendimento em campo". Mesmo com o recado do treinador cruzeirense, o Atlético praticou o fair-play após um atendimento ao goleiro Fábio. Marco Rocha devolveu a bola para o Cruzeiro e a torcida atleticana vaiou bastante.

 

Confusão entre os jogadores, duas expulsões e chinelo em campo

No primeiro ataque do Cruzeiro após o segundo gol do Atlético uma grande confusão começou em campo. Os jogadores do Cruzeiro não gostaram da falta cometida sobre Arrascaeta. Após trocas de empurrões, o árbitro Marcelo Aparecido expulsou dois jogadores. Um de cada lado. O atleticano Marcos Rocha e o cruzeirense Bryan. Para completar, um torcedor arremessou um chinelo no gramado. Fred colocou o calçado para fora, mas Henrique, do Cruzeiro, foi atrás das placas de publicidade para pegar e entregar o objeto para o árbitro.

 

Esqueceu de anotar o cartão, seu juiz?

Aos 32 minutos Clayton partiu em velocidade e foi derrubado por Lucas. O lateral levou o cartão amarelo e seguiu para dentro da área, como se nada diferente tivesse acontecido. O árbitro Marcelo Aparecido esqueceu que o cruzeirense já estava amarelado. Alertado por um dos auxiliares, o árbitro mostrou o vermelho para o jogador do Cruzeiro.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 2 X 3 CRUZEIRO

Data: 12/06/2016 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Motivo: 7ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Público: 19.484 pagantes
Renda: R$ 616.736,00
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (FIFA/MG) e Pablo Almeida da Costa (MG)
Cartões amarelos: Robinho, Clayton e Gabriel (CAM) Bruno Viana, Alisson e Fábio (CRU)
Cartões vermelhos: Marcos Rocha (CAM) Bryan, Lucas e Romero (CRU)
Gols: Rafael Carioca aos 15 min e Alisson aos 20 min do primeiro tempo; Riascos aos 4 min, Fred aos 11 min e Bruno Rodrigo aos 16 min do segundo tempo

ATLÉTICO-MG
Victor, Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Patric; Rafael Carioca, Leandro Donizete e Júnior Urso (Carlos César, no intervalo); Robinho (Clayton, aos 18 do 2º), Carlos (Carlos Eduardo, aos 31 do 2º) e Fred.
Treinador: Marcelo Oliveira.

CRUZEIRO
Fábio; Lucas, Bruno Rodrigo, Bruno Viana e Bryan; Henrique, Romero e Alisson (Allano, aos 16 do 2º); Arrascaeta, Riascos e Élber (Bruno Ramires, aos 24 do 2º).
Treinador: Paulo Bento.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos