Bicampeão, Marcelo tem desempenho de rebaixado nas últimas 20 rodadas

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

Sete pontos em 21 disputados e o Atlético-MG fechou a 7ª rodada do Campeonato Brasileiro na 17ª colocação. Portanto, dentro da zona de rebaixamento. Posição que não condiz com um dos clubes que mais investiu na montagem do elenco para a temporada 2016. Além de manter praticamente toda equipe vice-campeã nacional em 2015, o Atlético buscou nomes consagrados como Robinho e Fred, além de buscar nomes promissores como Juan Cazares e Clayton.

O aproveitamento de 33,3% nas rodadas iniciais fica ainda pior considerando apenas os jogos sob o comando do técnico Marcelo Oliveira. O treinador assumiu o cargo dois dias antes do embate com o Atlético-PR, pela segunda rodada. Naquele momento o Atlético somava três pontos, conquistados ainda com Diego Aguirre, demitido após a eliminação para o São Paulo, nas quartas de final da Copa Libertadores.

Com Marcelo no banco de reservas, o Atlético somou apenas quatro dos 18 pontos que disputou. Portanto, somente 22,2% de aproveitamento. Desempenho pior do que do lanterna Botafogo, por exemplo. No entanto, no Brasileirão, Marcelo Oliveira tem encontrado dificuldades desde o ano passado, quando ainda estava no Palmeiras.

Nas últimas 20 rodadas do Brasileirão em que Marcelo disputou, sendo seis com o Atlético e 14 com o Palmeiras, o treinador saiu vitorioso em apenas cinco oportunidades. Todas com a equipe paulista, ainda em 2015. É verdade que na reta final do último Brasileirão, por causa da Copa do Brasil, o Palmeiras jogou algumas vezes com o time reserva. Nesse período foram cinco vitórias, sete empates e oito derrotas. Aproveitamento de 36,6%, pior do que o Avaí, rebaixamento na edição 2015.

Situação bem diferente do que o próprio Marcelo Oliveira passou nas temporadas 2013 e 2014, quando foi bicampeão brasileiro com o Cruzeiro. Nos dois anos em que foi campeão nacional, o treinador sempre esteve brigando pelas primeiras colocações. E voltar a brigar em cima é a meta do Atlético. Apesar do começo ruim, Marcelo Oliveira mostra bastante confiança na recuperação da equipe.

"Em relação à posição do Atlético, é assim mesmo, neste momento do campeonato. Claro que não podemos chegar aqui, sendo inocentes e iludidos, que podemos perder pontos agora e vamos recuperar depois. Eu tenho certeza que vamos jogar muito melhor, buscar muitas vitórias, com um time completo. O Atlético já tem uma base de time, que vem há dois, três anos, jogando muito bem. Mas tem que estar atento, alerta, principalmente para ter esse mesmo espírito para organizar um pouco melhor. É continuar finalizando, mas ter um pouco mais de cuidado na defesa".

Últimos 20 jogos de Marcelo Oliveira no Brasileirão.

Palmeiras 2015

14 partidas – 5 vitórias, 3 empates e 6 derrotas

Atlético 2016

6 partidas – 4 empates e 2 derrotas

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos