Dois de 191: Evair conhece 'Evairs' e vive deja-vu de 1993 no Allianz

Dassler Marques e José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo

Doze de junho estabeleceu-se de vez como uma data importante para o Palmeiras. Há 23 anos, o clube saía da fila ao bater o rival Corinthians por 4 a 0 na final do Campeonato Paulista. Agora, em 2016, nova vitória sobre o adversário – 1 a 0, pelo Brasileiro – e com a presença do mesmo personagem de duas décadas passadas: o ex-atacante Evair.

Se na década de 1990, Evair bateu o pênalti que garantiu o título estadual, agora o antigo camisa 9 colheu os louros por este lance. Além de ir a campo e repetir a cobrança do pênalti para mais de 39 mil palmeirenses, o jogador conheceu olho no olho o 'legado' daquele dia.

De acordo com a Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo (Arpen-SP), o nome Evair batizou 191 bebês no ano de 1993, no qual o então atacante se consagrou. Neste domingo, o ex-jogador conheceu dois deles pessoalmente.

Evair Abdala e Evair Tavares, ambos membros do quadro de sócios-torcedores Avanti, assistiram dérbi no camarote da Academia Store, loja oficial do Palmeiras, e ainda receberam uma surpresa: o ídolo do clube ali, lado a lado.

"Estou ansioso desde quarta quando soube que viria. Foi inesquecível para o meu pai em 12 de junho de 1993, agora foi para mim. Foi inesquecível conhecer o Evair e ganhar do Corinthians", disse Tavares diante do ídolo do pai, responsável por registrar no cartório o 'legado' do antigo centroavante.

Evair Abdala também acabou batizado com o nome em virtude daquele dia histórico para o palmeirense. "Cresci no estádio. Meu pai é fanático, Renato Vieira, desde pequeno sei da história, dos gols do Evair, era um verdadeiro matador. É uma honra ter esse nome para mim", declarou.

Até o próprio ex-jogador se mostrou surpreso com este tipo de idolatria. Evair foi informado pela reportagem do UOL Esporte que 191 crianças receberam o seu nome.

"É uma surpresa muito grande. Recebi um telefonema de um repórter que me passou a estatística que nasceram 191 bebês com o nome Evair. Não tem melhor homenagem do que essa. É um presente para mim, saber deste detalhe tão importante", disse.

Fora conhecer pessoalmente dois exemplos do legado deixado com a torcida, Evair repetiu aquele dia histórico de 23 anos atrás. O ex-centroavante apareceu no campo durante o intervalo e até repetiu o pênalti que consagrou o Palmeiras há mais de duas décadas.

Para completar o deja-vu, Evair testemunhou de um camarote a vitória da equipe de Cuca sobre o Corinthians, que deixou o Palmeiras na vice-liderança do Campeonato Brasileiro com 15 pontos, um a menos do que o Internacional.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos