'Coringas': a evolução do Palmeiras no Brasileiro passa por esta dupla

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo

  • Cesar Greco/Ag Palmeiras

    Moisés se tornou titular, e o Palmeiras não perdeu mais

    Moisés se tornou titular, e o Palmeiras não perdeu mais

São três vitórias consecutivas e a vice-liderança do Campeonato Brasileiro depois de sete rodadas disputadas. O Palmeiras vive um momento de afirmação com Cuca depois do triunfo do último domingo sobre o arquirrival Corinthians. Esta boa fase condiz também com a evolução de duas peças, frutos de uma aposta do treinador palmeirense.

Desde que Moisés e Tchê Tchê passaram a atuar juntos como titulares, o Palmeiras possui 100% de aproveitamento: vitórias contra Grêmio (4 a 3), Flamengo (2 a 1) e Corinthians (1 a 0).

Moisés aproveitou-se da ausência de Cleiton Xavier por dois jogos e uma atuação ruim coletiva contra o São Paulo para assumir um papel preponderante no elenco. O rendimento cresceu ainda mais ao lado do camisa 10. Versátil, o meio-campista pode atuar mais recuado como volante e tem agradado a Cuca.

Saiu do pé esquerdo de Moisés a finalização defendida por Walter, lance que antecedeu à cabeçada de Cleiton Xavier para anotar o único gol palmeirense no dérbi de domingo. Embora escalado como meia, o camisa 28 admite até possuir o costume de atuar mais recuado, como ocorrido no segundo tempo do clássico contra o Corinthians

"Acho que me saio bem nas duas funções, mas sempre joguei mais recuado, como segundo volante, podendo chegar mais à frente. Aos poucos, vamos encontrando a melhor forma de jogar e fazer o Palmeiras crescer ainda mais", declarou Moisés ao UOL Esporte, na zona mista da partida do último final de semana.

Cuca trabalha quase que diariamente esta variação da equipe, com Moisés mais recuado e Cleiton Xavier armando. O camisa 28 prevê uma evolução ainda maior no decorrer do Brasileiro.

"É uma formação, Cuca tem treinado isso. É importante termos várias formas de jogar, fico feliz em ajudar e espero melhorar ainda mais. Estamos crescendo dentro da competição e pegando confiança, crescemos muito com o Cleiton", acrescentou o jogador.

Se Moisés apresenta a versatilidade para atuar em duas funções no meio-campo, Tchê Tchê abusa do 'acúmulo de funções'. Contra o Corinthians, o jogador recém-contratado pelo Palmeiras executou pelo menos três papeis diferentes: começou na lateral, atuou centralizado no meio e ainda ocupou a faixa pela ponta esquerda do gramado.

Embora não admita, Tchê Tchê conquistou rapidamente um lugar cativo na equipe de Cuca. Destaque do Audax no Campeonato Paulista, o meio-campista foi titular nos sete jogos pelo Brasileiro – atuou em 622 minutos de 630 possíveis na competição.

Em conversa com o UOL Esporte depois do jogo, o meia falou do entrosamento rápido com o elenco e disse apenas 'obedecer' aos comandos de Cuca e de Jean, com quem compartilha o trabalho de ocupar a lateral-direita palmeirense nos últimos jogos.

"Eu não comando nada não dessa história de trocar de função em campo. Isso vem do Jean, que é mais experiente e um cara que admiro. Estou feliz que a gente tenha se entrosado rápido", disse.

O meio-campista ainda se mostra tímido com a repercussão das suas atuações pelo Palmeiras. Um dos mais procurados pela torcida para fotos na zona mista, Tchê Tchê se mostra ponderado, sequer admite a importância do seu papel neste time de Cuca.

"Não tenho lugar cativo, fico feliz de estar jogando. Se eu sair, fico feliz só de colaborar mesmo. O time vem evoluindo bem pelo desempenho que a gente tem, principalmente em casa, e ainda conseguimos ganhar fora, isso dá uma moral a mais", completou.

A dupla de 'coringas' permite a Cuca alterar o padrão palmeirense sem gastar com substituições. No clássico do último domingo, por exemplo, bastou a entrada de Cleiton Xavier para a equipe dominar o Corinthians e construir a importante vitória.

Enquanto Cleiton permaneceu mais próximo aos atacantes, Moisés apareceu como elemento surpresa ao atuar mais recuado – o lance do gol, no qual finaliza, exemplifica esta função. Tchê Tchê, por outro lado, até permaneceu como um ponta esquerda para segurar Fágner.

Com Tchê Tchê e Moisés credenciados pelo bom início de campanha, o Palmeiras retorna a campo já nesta quarta-feira. Vice-líder do Brasileiro com 15 pontos, o time alviverde encara o Coritiba (16º colocado), no Couto Pereira, a partir das 21h45 (de Brasília).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos