Estreante, Réver garante triunfo do Fla e empurra Cruzeiro para degola

Enrico Bruno e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

O Flamengo foi ao Mineirão, na noite desta quarta-feira (15), e garantiu a vitória sobre o Cruzeiro por 1 a 0, com gol do zagueiro Réver, de cabeça, ainda no primeiro tempo, em partida válida pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. O estreante da noite teve uma ótima atuação e, graças a uma defesa de Fábio, não deixou a capital mineira com mais um tento assinalado.

Com o resultado, a equipe comandada por Paulo Bento segue sem vencer em seus domínios (são dois empates e dois reveses nos quatro primeiros jogos no local). O time é o 17º colocado, com oito pontos. A equipe de Zé Ricardo, por sua vez, chega a 13 pontos e ocupa a sétima posição do Brasileirão.

QUEM FOI BEM: RAFAEL VAZ E RÉVER

Thomas Santos/AGIF

A nova zaga do Flamengo já encheu os olhos da torcida. Em sua estreia, a dupla segurou muito bem os homens de frente do Cruzeiro – Riascos, para se ter ideia, deixou o campo sem incomodar o sistema defensivo adversário. Ambos salvaram bolas em cima da linha. E Réver, inclusive, balançou a rede de Fábio no confronto.

QUEM DECEPCIONOU: ALEX, MEIA DO CRUZEIRO

O jovem carrega dois pesos: o fato de ser um meia-atacante organizador e ser homônimo de um grande ídolo do clube. Entretanto, em campo, ele não rendeu o esperado. Por mais que seja constantemente pedido pela torcida, o atleta esteve abaixo da expectativa em sua primeira partida como titular do Cruzeiro.

O ESTREANTE RÉVER SURPREENDEU

Recém-contratado junto ao Internacional, Réver fez a sua estreia pelo Flamengo nesta quarta-feira. No primeiro jogo do zagueiro com as cores do time, ele não decepcionou. Logo aos três minutos, atuou quase como um goleiro ao tirar cruzamento de Giorgian De Arrascaeta em cima da linha. O defensor ainda teve boa chance em falta cobrada por Alan Patrick, mas por pouco não estufou a meta adversária. O que ficou no quase aos 12 minutos tornou-se realidade aos 43. Réver aproveitou escanteio cobrado também por Alan Patrick e mandou para o fundo da rede de Fábio.

CARRASCO DO FLA, RIASCOS PASSOU EM BRANCO

Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Duvier Riascos foi um verdadeiro algoz do Flamengo em sua passagem por empréstimo pelo Vasco – entre junho de 2015 e maio de 2016. Nesta quarta-feira, no entanto, o colombiano foi incapaz de balançar a rede defendida pelo goleiro Alex Muralha. E olha que não faltaram tentativas. Foram quatro chutes, mas apenas um na direção do gol. Em cinco partidas contra o Rubro-Negro Carioca, o centroavante marcou três gols.

FLAMENGO EXPLORA O LADO DIREITO COM RODINEI

As principais jogadas do Flamengo saíram pelo lado direito do ataque. Como o lateral esquerdo do Cruzeiro era o jovem Allano, meia-atacante de origem, o visitante encontrou brechas naquele setor do campo. Rodinei, Alan Patrick e Marcelo Cirino deram bastante cansaço aos incumbidos de ocupar esta região do gramado. O trio, inclusive, criou as melhores oportunidades para o time comandado por Zé Ricardo.

DESFALCADO, CRUZEIRO NÃO CONSEGUE CRIAR

O Cruzeiro não contou com cinco titulares. Lucas, Bruno Viana, Bryan e Lucas Romero cumpriram suspensão. O zagueiro recebeu o terceiro amarelo, enquanto os demais foram expulsos no clássico diante do Atlético-MG. Diante disso, Paulo Bento teve que inovar na escalação. Pela primeira vez na temporada, o garoto Alex atuou entre os titulares. Ele, contudo, não teve a eficiência esperada e pouco ajudou no setor de criação. O seu companheiro no setor, o uruguaio Giorgian De Arrascaeta, também encontrou dificuldades para se desvencilhar da marcação adversária.

ZÉ RICARDO ACERTA NA ESCALAÇÃO

O técnico interino do Flamengo ainda não teve a sua manutenção no cargo confirmada pelo presidente Eduardo Bandeira de Mello. Contudo, tem mostrado a sua capacidade a cada partida da equipe. Nesta quarta-feira, ele optou pelas entradas de Réver e Rafael Vaz – zagueiros recém-contratados junto a Internacional e Vasco, respectivamente – e acertou em cheio. A dupla fez uma partida consistente e marcou muito bem os homes de frente do Cruzeiro.

PAULO BENTO DEMORA A SUBSTITUIR

Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Depois de um primeiro tempo inerte do ataque do Cruzeiro – os homens de frente pouco criaram –, o treinador não mexeu na equipe no intervalo. A primeira mudança ocorreu somente aos 14 minutos do segundo tempo, quando Willian entrou na vaga do jovem Alex (o pior em campo nesta quarta-feira). A entrada do atacante pouco alterou a forma de atuar do mandante. As outras alterações ocorreram na casa dos 20 minutos – Mayke e Rafael Silva entraram nas vagas de Ariel Cabral e Riascos, respectivamente.

TRÊS MINEIROS NA ZONA DE REBAIXAMENTO

O Cruzeiro poderia terminar a rodada fora do grupo dos quatro últimos colocados. Contudo, com o empate em 2 a 2 entre Coritiba e Palmeiras, no Couto Pereira, a equipe comandada por Paulo Bento permaneceu com oito pontos e foi ultrapassada pelos paranaenses. Com a entrada do time celeste na degola, o futebol mineiro vive um de seus piores momentos na história: Cruzeiro, Atlético-MG e América-MG estão na zona de descenso.

JUCA SENTENCIA: "FLAMENGO FOI MELHOR QUE O CRUZEIRO"

Em seu blog, Juca Kfouri fez uma análise das atuações da equipe e apontou o Flamengo como um time superior ao Cruzeiro no confronto disputado no Mineirão: "No Mineirão (17.593 torcedores), o Flamengo, com gol do estreante Réver, no fim do primeiro tempo, foi melhor que o Cruzeiro e o derrotou por 1 a 0, com mais oportunidades para ampliar no segundo tempo que o o time mineiro de empatar, embora tenha pressionado quase durante todos os 45 minutos finais".

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO x FLAMENGO

Motivo: 8ª rodada, Brasileirão 2016
Data/Hora: 15/06/2016, às 21h45 (de Brasília)
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Rogerio Pablos Zanardo (SP)
Público/Renda: 17.593 pagantes / R$ 472.502,00
Gol: Réver – 43'/1ºT (0-1)

CRUZEIRO: Fábio; Bruno Ramires, Bruno Rodrigo, Fabrício Bruno e Allano; Henrique e Ariel Cabral (Mayke); Arrascaeta, Alex (Willian), Alisson e Riascos (Rafael Silva). Técnico: Paulo Bento.

FLAMENGO: Alex Muralha; Rodinei, Réver, Rafael Vaz e Jorge; Márcio Araujo, Willian Arão, Everton (Fernandinho) e Alan Patrick (Cuéllar); Marcelo Cirino e Felipe Vizeu (Pará). Técnico: Zé Ricardo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos