Com técnico especulado no Corinthians, Ponte vence com golaço de Reinaldo

Do UOL, em São Paulo

Em meio às especulações de que Eduardo Baptista pode substituir Tite no Corinthians, a Ponte Preta entrou em campo na noite desta quarta-feira, no Moisés Lucarelli, para completar a lição de casa e somar seis pontos nestes dois últimos jogos como mandante. E conseguiu. Graças a um golaço do ex-são-paulino Reinaldo (e outros de Fábio Ferreira e Jeferson), o time campineiro conteve o embalo do Atlético-PR, venceu o duelo por 3 a 2 e de quebra colou no G-4 do Brasileirão.

Com os seis pontos somados nestas duas últimas rodadas, contra Chapecoense e Atlético-PR, a Ponte Preta vai a 13, fica com a quinta colocação e só não entra no G-4 porque o Corinthians tem mais saldo de gols – o time de Parque São Jorge, porém, ainda joga nesta oitava rodada, contra o Fluminense, nesta quinta-feira, no estádio Mané Garrincha.

Já o Atlético-PR volta a perder depois de dois triunfos consecutivos, estaciona nos dez pontos e fica com o décimo lugar da tabela.

A Ponte Preta agora volta a campo na manhã de domingo, às 11h, para encarar o Atlético-MG no estádio Independência. Já o Atlético-PR volta aos gramados um dia antes: encara o Santos no sábado, na Arena da Baixada, às 18h. Os jogos são válidos pela nona rodada da Série A.

Quem foi bem: Reinaldo faz golaço e é ovacionado

Em ótima fase, Reinaldo fez mais uma boa partida com a camisa da Ponte Preta. E nesta quarta-feira, marcou o seu primeiro gol no Campeonato Brasileiro. E que gol. Ele tabelou com Roger (que fez o papel de pivô), recebeu na entrada da área, passou por dois defensores (Deivid e Paulo André) e, com tranquilidade, deu um tapa de esquerda, no canto de Weverton. Logo em seguida, teve seu nome gritado pelos torcedores no Moisés Lucarelli.  

Quem foi mal: Pablo e Wanderson 'dão' gols à Ponte

Pablo estreou a série de 'lambanças' do Atlético-PR no Moisés Lucarelli. Dentro de sua área, tentou cabecear a bola e mandou para o lado, nos pés de Fábio Ferreira, que abriu o placar. Depois, no terceiro gol da Ponte Preta, Wanderson escorregou, trombou com o goleiro Weverton - que também não teve uma noite feliz - e deixou a bola limpa para Jeferson ter apenas o trabalho de completar para as redes. Os erros individuais custaram caro ao time de Paulo Autuori.

Bolas paradas: a principal arma do 1ºT

O placar no Moisés Lucarelli foi alterado duas vezes em apenas dez minutos. Tudo graças à bola parada. Primeiro foi a Ponte Preta quem aproveitou uma falha feia de Pablo, que afastou mal dentro da área e mandou a bola nos pés de Fábio Ferreira, que deu uma de centroavante e marcou um belo gol, pegando de primeira, logo aos 2min. Aos 10min, foi a vez de o Atlético-PR se aproveitar da 'arma'. Em cobrança de falta da direita, Walter cruzou com veneno, a bola passou por todo mundo na pequena área e encontrou Paulo André, que mandou para a rede.

Ex-são-paulinos e corintianos vão às redes

Três dos quatro gols no Moisés Lucarelli foram marcados por ex-jogadores de São Paulo e Corinthians. Primeiro, foi o zagueiro Fábio Ferreira, ex-Corinthians, quem abriu o placar. Na sequência, o também ex-zagueiro corintiano, Paulo André, deixou tudo igual. Contestado no São Paulo, Reinaldo voltou a colocar a Ponte Preta na frente com um belo gol.

Jogador da Ponte leva cotovelada, mas 'segue o jogo'

Um lance polêmico tomou conta do fim do primeiro tempo no Moisés Lucarelli. Clayson, da Ponte Preta, recebeu uma cotovelada de Léo, do Atlético-PR, e ficou caído já fora do gramado. O juiz mandou o jogo seguir, e sobrou reclamação do time alvinegro. O próprio Clayson foi reclamar com o juiz na saída para o intervalo, mas foi retirado pelo companheiro Roger.

Ponte Preta diz que Eduardo não sai

Rodrigo Villalba/Photopress/Estadão Conteúdo

Um dos técnicos mais cotados (ao lado de Abel Braga) para substituir Tite no Corinthians, Eduardo Baptista evitou falar muito sobre o assunto antes da partida, em entrevista ao Canal Premiere: "Especulação. Concentração no jogo de hoje. Nada que for diferente disso me tira de foco". Já o vice-presidente Giovanni Dimarzio foi enfático ao garantir que o treinador não sai: "chance zero". Leia mais

Despedida de Ewandro?

Rubens Chiri/saopaulofc.net

O São Paulo tem em mãos proposta oficial da Udinese-ITA pelo atacante Ewandro, 20 anos e emprestado até dezembro para o Atlético-PR. Nesta quarta-feira, o jogador entrou apenas aos 37min do segundo tempo (com o placar adverso de 3 a 1) e nada pôde fazer para ajudar a equipe paranaense. Terá sido sua despedida?

PONTE PRETA 3 X 2 ATLÉTICO-PR

Local: Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Data: 15/06/2016 (quarta-feira)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Cartão amarelo: Pablo e Vinicius (Atlético-PR)
Gols: Fábio Ferreira, aos 2min, Paulo André, aos 10min do primeiro tempo; Reinaldo, aos 16min, Jeferson, aos 23min, e Walter, aos 47min do segundo tempo

PONTE PRETA
João Carlos; Jeferson, Fábio Ferreira, Kadu e Reinaldo; João Vitor, Renê Júnior (Matheus Jesus) e Cristian (Thiago Galhardo); Felipe Azevedo, Roger e Clayson (William Pottker)
Técnico: Eduardo Baptista

ATLÉTICO-PR
Weverton; Léo, Paulo André, Wanderson e Sidcley; Deivid, Hernani e Nikão (Giovanny); Pablo (Evandro), Walter e André Lima (Vinícius)
Técnico: Paulo Autuori

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos