Roger diz que falhas do Grêmio 'tiram brilho', mas aceita empate fora

Do UOL, em Porto Alegre

O técnico do Grêmio admitiu que as falhas na bola aérea defensiva tiraram o brilho do empate com a Chapecoense. Mesmo assim, o empate fora de casa foi considerado bom resultado. 

"É importante salientar que um ponto fora de casa é muito importante. O que nos tira o brilho foi justamente o erro recorrente neste tipo de bola [aérea]. Hoje voltou a entrar. Tínhamos o domínio do jogo, construíamos nossas chances, conseguimos sair na frente, mas acabamos sofrendo os gols. Bola parada é posicionamento, concentração e atitude. O adversário por duas vezes conseguiu. É corrigir de novo, acertar para que não tenhamos estes problemas. O empate foi bem vindo mas poderiam ter sido três pontos", disse o treinador. 
 
O empate em 3 a 3 tirou do Grêmio a chance de ser líder do campeonato ao fim da rodada. Com 15 pontos, o Tricolor permaneceu em terceiro na classificação. 
 
O problema na bola aérea acompanha o time durante toda a temporada. Dos 39 gols sofridos pelo Grêmio, 20 nasceram desta forma. E foi a jogada por cima eleita principal vilã na queda da Libertadores, por exemplo. 
 
"É sempre um conjunto. No primeiro gol não foi de forma alguma erro dos nossos zagueiros. A bola entra baixa. No segundo o jogador atacou no ponto mais alto e finalizou para o gol. É ajustar e sempre que possível corrigir estes problemas", explicou Roger. 
 
O próximo compromisso gremista no Brasileiro será diante do Cruzeiro, em Porto Alegre, no domingo. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos