Cruzeirenses lamentam nova queda de produção e volta para o rebaixamento

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

A vitória por 3 a 2 contra o Atlético-MG no final de semana deu novos ânimos ao Cruzeiro. Fora da zona de rebaixamento, a expectativa para a partida diante do Flamengo era de uma nova vitória para entrar de vez nos trilhos. Mas não foi isso que aconteceu. Novamente, o time de Paulo Bento deixou a desejar, não se encontrou em campo e perdeu por 1 a 0. Na saída do campo, faltaram explicações para a derrota que deixou o clube novamente na degola.

"Não sei o que dizer, as equipes atuam fechadas contra a gente aqui no Mineirão e jogam por uma bola. Tentamos imprimir velocidade no segundo tempo, mas não conseguimos fazer o gol de empate. Agora é tentar buscar esses pontos perdidos nas partidas fora de casa", falou o zagueiro Bruno Rodrigo.

No primeiro tempo de jogo, o Cruzeiro mal ameaçou o gol do Flamengo e acabou castigado pelo ex-atleticano Réver, que subiu mais alto que a defesa e balançou as redes. Na etapa final, o clube marcou mais presença no campo de ataque e permaneceu a maior parte do tempo com a bola, mas voltou a encontrar muitas dificuldades principalmente para penetrar na área e finalizar ao gol de Muralha.

"Nós não criamos oportunidades, faltou mais decisão e mais criatividade. Temos que voltar a vencer em casa, tornar o Mineirão uma força para nós. Não sei o que está acontecendo para não vencermos aqui", disse o volante Henrique.

Com o empate do Coritiba no final da partida contra o Palmeiras, o Cruzeiro voltou para a zona do rebaixamento e vai terminar a rodada por lá, com oito pontos. Nos oito primeiros compromissos do Brasileirão, por cinco vezes o clube fico entre os quatro últimos colocados da tabela.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos