Expectativa alta, jejum e zona da degola. Pressão crescente no Atlético-MG

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

    Mais uma vez o ataque do Atlético-MG vai ter a dupla Robinho e Fred

    Mais uma vez o ataque do Atlético-MG vai ter a dupla Robinho e Fred

Era difícil imaginar que após sete rodadas o Atlético-MG se encontraria entre os quatro últimos colocados do Campeonato Brasileiro. Um dos clubes com maior investimento para a temporada, o time atleticano começou 2016 como um dos candidatos para brigar pelos principais títulos, no caso a Copa Libertadores e o Campeonato Brasileiro. Porém, após seis rodadas sem vencer, o Atlético se encontra bastante pressionado.

Para ter um time vencedor e forte em 2016, a diretoria alvinegra se esforçou para segurar jogadores importantes, como o atacante Lucas Pratto, além de trazer reforços de peso, jogadores caros, como são Robinho e Fred. Mesmo com ajuda de parceiros, a folha salarial do Atlético está maior.

Pressão que ficou ainda maior após a derrota no clássico para o Cruzeiro. Apesar de ter um jogador a mais, por cerca de 15 minutos, o Atlético não conseguiu levar perigo ao gol defendido pelo cruzeirense Fábio. A derrota para o maior rival fez aumentar até o comportamento da torcida. O incentivo deu lugar à cobrança, o que foi visto no embarque da delegação atleticana para Porto Alegre, na noite de terça-feira.

"O próximo jogo é complicado, fora de casa. É um confronto direto, porque queremos estar lá em cima, então vamos buscar a vitória. Com esses jogadores voltando do departamento médico e da seleção, vamos brigar lá em cima e voltar a vencer", disse o atacante Clayton, jogador responsável pelo maior investimento do Atlético na temporada, cerca de R$ 13 milhões.

Voltar a vencer e diminuir a pressão é a primeira meta do elenco alvinegro, que neste Brasileirão venceu somente uma vez, na primeira rodada, quando bateu o Santos por 1 a 0. O jejum de seis partidas sem nenhum triunfo tem incomodado bastante na Cidade do Galo. Especialmente ao técnico Marcelo Oliveira, que ainda não venceu desde que assumiu o comando da equipe. São quatro empates e duas derrotas, ambas em casa.

E a missão não vai ser das mais fáceis. O adversário da vez é o Internacional, que abriu a sétima rodada na liderança da competição, com nove pontos a mais do que o Atlético. Por isso, antes de pensar em encostar nos líderes, os atleticanos falam em voltar a vencer.

"A gente tem que ter humildade para reconhecer que o primeiro objetivo é voltar a vencer. Alcançar passo a passo. Um passo de cada vez. Encontrar uma boa vitória, para depois ter uma sequência para chegar lá em cima. Todo mundo sabe que precisamos dessa vitória, para voltar a confiança e voltar para o lugar lá de cima que é onde a gente merece", concluiu o atacante Fred.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL X ATLÉTICO-MG

Data: 16 de junho de 2016, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Motivo: 8ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Péricles Bassols (PE)
Assistentes: Thiago Henrique Neto (RJ) e Cleberson do Nascimento Leite (PE)

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes, Willian, Paulão, Ernando e Geferson; Rodrigo Dourado, Fabinho, Gustavo Farrareis, Alex e Vitinho; Eduardo Sasha.
Técnico: Argel Fucks.

ATLÉTICO-MG: Victor, Patric, Leonardo Silva, Gabriel e Douglas Santos; Rafael Carioca, Leandro Donizete e Júnior Urso; Carlos, Robinho e Fred.
Técnico: Marcelo Oliveira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos