Cuca usa trauma do Botafogo-07 para cobrar reforço no Palmeiras

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo

  • Julia Chequer/Folhapress

    Cuca quer um substituto para Alecsandro, que desfalcará o Palmeiras por suspensão

    Cuca quer um substituto para Alecsandro, que desfalcará o Palmeiras por suspensão

Diante de uma possível longa suspensão para Alecsandro, Cuca quer um novo atacante para o elenco do Palmeiras. Na tarde desta sexta-feira, o comandante reiterou a cobrança para a diretoria do clube, ainda mais por conta de um trauma ocorrido no passado, quando também se encontrava envolvido na disputa pelas primeiras colocações do Campeonato Brasileiro.

No encontro com os jornalistas marcado para a véspera do duelo contra o Santa Cruz, neste sábado (16h), no Allianz Parque, Cuca recordou da queda de rendimento do Botafogo de 2007, que perdeu importantes nomes e não se recompôs para o restante do Brasileiro.

"Lembro quando o Botafogo era líder do Brasileiro jogando bonito. Fomos jogar no Mané Garrincha e a torcida dizia que nosso time era melhor que a seleção, ganhamos de 2 a 0. Depois, o Dodô foi suspenso (doping), o Túlio foi suspenso contra o São Paulo, tivemos problemas com Jorge Henrique e Zé Roberto...e acabamos em oitavo (a equipe terminou em nono no Brasileiro de 2007). São aprendizados que tivemos lá atrás e não podemos passar isso de novo", declarou Cuca.

O trauma vivido na pele há nove anos fez Cuca adotar uma postura mais incisiva, até de cobrança sobre a diretoria palmeirense. "A busca pelo atacante é um pensamento da minha pessoa. Não sei se é o mesmo pensamento do presidente, é o meu sentimento. Ainda não é coisa certa", disse.

"É difícil encontrar este perfil de jogador, como também é difícil fazer entender que tem que vir um jogador, mas temos que fazer. A maioria dos concorrentes está se fortalecendo, equipes que estão lá embaixo. Também temos que dar uma fortalecida", cobrou o treinador.

Sobre o perfil do atacante que procura no mercado, Cuca se esquivou e brincou ao ser questionado.

"O perfil ideal é um atacante que driblasse todo mundo para fazer o gol; o cara com o cabeceio perfeito; o cara que volta para marcar (risos). A gente precisa encontrar um jogador já que estamos perdendo o Alecsandro, que faz diversas funções. Temos que buscar uma alternativa", finalizou.

Alecsandro está 30 dias suspenso preventivamente após ser flagrado em exame antidoping para a presença de agentes anabólicos. O jogador será julgado pelo Tribunal de Justiça Desportiva-SP e pode pegar uma punição ainda maior.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos