Palmeiras vai com presidente e diretor à CBF para reclamar da arbitragem

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo

  • Cesar Greco/Ag Palmeiras

    Alexandre Mattos e Paulo Nobre até almoçarão com Marco Polo Del Nero

    Alexandre Mattos e Paulo Nobre até almoçarão com Marco Polo Del Nero

Depois de mais um erro de arbitragem contra o Palmeiras - o responsável pela assistência para Leandro decretar o 2 a 2 com o Coritiba, na última quarta, se encontrava em posição ilegal -, o Palmeiras decidiu tomar uma medida mais drásticas. Além dos DVDs enviados aos organizadores do Campeonato Brasileiro a cada lance polêmico, agora Paulo Nobre e Alexandre Mattos decidiram pessoalmente mostrar a insatisfação do clube.

Segundo apurou o UOL Esporte com fontes de dentro do Palmeiras, a dupla viajou até à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) na tarde desta sexta-feira para novamente reclamar do nível da arbitragem na Série A. Além de pessoalmente apontarem erros contra o clube de Palestra Itália, Nobre e Mattos também aproveitarão para almoçar com Marco Polo Del Nero, presidente da entidade nacional.

A ação da dupla palmeirense surge como uma atitude drástica. Até então, o Palmeiras enviava imagens dos erros aos organizadores da Série A como uma forma de reclamação. Tornou-se comum, a cada decisão questionada pelo clube, o envio de um DVD - inclusive depois da partida desta semana contra o Coritiba.

Antes disso, o Palmeiras juntou imagens também da vitória por 2 a 1 sobre o Flamengo, em Brasília, pela sexta rodada. Nesta ocasião, o clube paulista, atual vice-líder do Brasileirão com 16 pontos, reclamou de um pênalti não assinalado após toque no braço do zagueiro flamenguista Léo Duarte.

A ação contra o Flamengo entra apenas como mais uma para as constantes reclamações da equipe contra o nível apresentado pela arbitragem na primeira divisão nacional.

Pelo menos em outras três rodadas, decisões polêmicas geraram incômodo pelos lados da Academia de Futebol.

Fora na estreia pela Série A, quando uma confusão de Bruno Arleu de Araújo só retirou o cartão vermelho dado a Barrios após aviso do auxiliar, mais dois jogos contaram com decisões repudiadas pelo clube alviverde.

Na derrota por 2 a 1 para a Ponte Preta, Gabriel Jesus teve um gol mal anulado – o trio comandado por Leandro Pedro Vuaden assinalou impedimento, mas o palmeirense recebeu a bola do defensor ponte-pretano Douglas Grolli.

Por outro lado, no 4 a 3 sobre o Grêmio, Bressan aproveitou o rebote – em posição de impedimento – para dar a assistência a Giuliano, no lance do primeiro gol dos gaúchos no Pacaembu.

O gol de Giuliano, anotado aos 49min da primeira etapa, gerou questionamentos. Os jogadores até cercaram o árbitro na saída para o intervalo, e a diretoria agiu para reclamar nos bastidores. Depois de quarta-feira, agora a reclamação é 'olho no olho'.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos