Atlético-PR vence com gol de Paulo André e acaba com sequência do Santos

Do UOL, em São Paulo

A trave vinha sendo o principal personagem do duelo entre Santos e Atlético-PR, disputado na noite deste sábado, na Arena da Baixada, pela nona rodada da Série A. Mas foi assim só até os 43min do segundo tempo, quando Paulo André aproveitou escanteio e, de cabeça, garantiu a vitória de 1 a 0 do time paranaense.

O resultado acaba com uma sequência de três vitórias do Santos, que estaciona nos 13 pontos e perderá a posição no G-4 neste domingo, já que São e Flamengo, ambos com 13, se enfrentam neste domingo. O Atlético-PR, por sua vez, alcança os mesmos 13 pontos do Santos, mas por conta do saldo de gols fica com o nono lugar da tabela.

Os dois times volta a campo nesta quarta-feira. Enquanto o Atlético-PR visita a Chapecoense na Arena Condá, às 19h30, o Santos encara o Fluminense no estádio Kléber Andrade, em Cariacica (ES), às 21h45. Os jogos são válidos pela décima rodada.

Faltou combinar com a trave...

O Santos carimbou a trave duas vezes antes mesmo do intervalo. Na primeira delas, Vitor Bueno arriscou de fora da área e a bola explodiu na trave direita de Wéverton, aos 29min. Quinze minutos depois, Gabigol quase fez um golaço na Arena da Baixada. Recebeu longo lançamento nas costas de Sidcley e, de dentro da área, tentou encobrir o goleiro rubro-negro de perna esquerda; a bola foi no travessão e saiu pela linha de fundo.

Já na etapa final, foi a vez de o Atlético-PR sofrer do mesmo, em uma linda jogada de Pablo. Ele deu um lindo giro e mandou a bola na trave esquerda de Vanderlei, que nem se mexeu no lance. Só mesmo aos 43min, com Paulo André, que a trave não apareceu.

Quem foi bem: Paulo André decide o jogo

GIULIANO GOMES/ESTADÃO CONTEÚDO

Só mesmo Paulo André conseguiu levar a melhor sobre a trave, que já havia sido acertada três vezes. Além de ir bem na defesa, o zagueiro ainda apareceu no ataque para, de escanteio, fazer o único gol da partida, já aos 43min do segundo tempo. Foi o segundo dele na Série A, assumindo assim a artilharia do time na competição.

Quem foi mal: Léo Cittadini não se encontrou

Sem Lucas Lima, que ainda faz um trabalho de recondicionamento físico, coube a Léo Cittadini (e Vitor Bueno), mais uma vez, armar a equipe do Santos. O meia, porém, não se encontrou. Criou pouco, não fez o time jogar e acabou substituído na metade do segundo tempo.

Festival de cusparada em ex-Coxa

 

Ex-goleiro do Coritiba, Vanderlei sofreu com torcedores quando precisou pegar uma bola bem perto da arquibancada. O que se viu nas imagens do canal Sportv foi um festival de cusparadas para cima do goleiro, que parou para questionar a atitude dos torcedores e foi bastante xingado pelos rubro-negros. Logo em seguida, André Lima e outros jogadores do Atlético-PR chegaram para tirar Vanderlei de perto dos torcedores.

Esquema volta a falhar, e Walter sai machucado

Sem muita eficiência, André Lima e Walter mais uma vez jogaram juntos no ataque rubro-negro neste sábado. Assim como no último jogo, contra a Ponte Preta, a formação não vinha dando certo até o começo do segundo tempo, quando Paulo Autuori precisou tirar Walter por conta de uma lesão na coxa.

Fim de série e jejum que segue

O tropeço deste sábado impediu o Santos de alcançar a melhor série no ano. Caso vencesse os paranaenses, a equipe santista chegaria à quarta vitória consecutiva, igualando uma sequência no Paulistão, quando derrotou Ferroviária, Capivariano, Audax e São Bento. Fora isso, o jejum de quase nove anos sem vencer na Arena da Baixada foi ampliado. A última vitória santista no estádio ocorreu no dia 27 de maio de 2007, quando venceu o Furacão por 1 a 0.

ATLÉTICO-PR 1 X 0 SANTOS

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 18/06/2016 (sábado)
Árbitro: Anderson Daronco (RS-FIFA)
Assistentes: Bruno Raphael Pires (GO-FIFA) e Alexandre A Pruinelli Kleiniche (RS-CBF-1)
Cartões amarelos: Giovanny, Sidcley (Atlético-PR); Renato (Santos)
Renda: R$ 395.520,00
Público: 17.469 total
Gol: Paulo André, aos 43min do segundo tempo

ATLÉTICO-PR
Weverton; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Deivid, Giovanny e Ewandro (Pablo); Walter (Vinicius) e André Lima
Técnico: Paulo Autuori

SANTOS
Vanderlei, Victor Ferraz, Luiz Felipe, Yuri e Zeca; Renato, Thiago Maia (Alison), Léo Cittadini (Paulinho) e Vitor Bueno; Gabriel e Joel (Diogo Vitor)
Técnico: Dorival Júnior

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos