Diego Souza decide com golaço, Sport vence Flu e afasta cariocas do G-4

Do UOL, no Rio de Janeiro

Há cinco jogos sem perder e com uma pontuação que só o tirava das primeiras colocações por critérios de desempate, o Fluminense entrou em campo neste domingo (19) disposto a manter a série invicta e entrar de vez na briga pelo topo da tabela do Campeonato Brasileiro. Nada feito. Com problemas de finalização, o Tricolor foi derrotado pelo então lanterna Sport por 2 a 1, na Ilha do Retiro, e perdeu algumas posições. Gabriel Xavier, de cabeça, e Diego Souza, em um golaço arrancando quase 50 metros a partir do meio de campo, marcaram os gols pernambucano; Magno Alves descontou para os cariocas

Agora, a 11ª colocação virou a realidade de um time que sonhou estar no G-4 ao final da rodada. Com 13 pontos, o Fluminense volta a campo na próxima quarta (22), em Cariacica (ES), para encarar o Santos. Já o Sport, que enfim venceu em casa neste Brasileiro, chegou aos oito pontos e deixou a lanterna temporária – América-MG venceu no último sábado. O time pega o São Paulo, na quinta (23), no Morumbi.

Ataque vai mal, e Flu sofre com pernambucanos decisivos

O Fluminense tentou dominar o jogo, com volume, intensidade e muitas chances criadas. Mas isso não bastou, faltava pontaria, algo que sobrou para o Sport. Gabriel Xavier, de cabeça, no primeiro tempo, e Diego Souza, no finalzinho, foram fatais nas poucas chances da equipe pernambucana. O suficiente para decretar o 2 a 1 no placar.

O melhor: Diego Souza reencontra o Flu pra deixar saudade

Williams Aguiar/Sport Recife
Diego Souza (e) comemora o golaço que selou a vitória do Sport sobre o Flu

Bastou o primeiro jogo diante de Diego Souza para o torcedor do Fluminense sentir saudade do meia. Ele comandou o Sport nas poucas ações ofensivas que teve e ainda teve fôlego para marcar um golaço já aos 44 minutos do segundo tempo. Isso sem contar a cabeçada na trave de Diego Cavalieri ainda no início do primeiro tempo.

Decepcionou: Edson tirou a paciência de Levir, que nem esperou o intervalo

O técnico Levir Culpi repetiu a formação que venceu o Corinthians na última quinta-feira e ressaltou a importância de manter uma base para entrosar o time do Fluminense. Ele só não contou que Edson fosse entrar tão mal no jogo e derrubasse sua ideia ainda no primeiro tempo. Errando praticamente tudo, o volante foi sacado aos 37 minutos, dando vaga a Dudu.

Richarlison – R$ 10 milhões, dez jogos, nenhum gol

Mailson Santana/Fluminense FC
Atacante Richarlison sofreu com a marcação do Sport: mais um jogo em branco

É complicada a fase do menino Richarlison. Apontado como substituto natural de Fred, o atacante Fluminense contratado a peso de ouro – R$ 10 milhões – ainda não sabe o que é fazer um gol com em dez jogos oficiais com a camisa tricolor. Neste domingo, mais uma atuação apagada. Chances perdidas, bolas desperdiçadas e apenas 45 minutos em campo. Mal, foi substituído por Magno Alves.

Falta de pontaria e defesa insegura complicam o Flu

Há cinco jogos sem perder, o Fluminense passava uma imagem de time consolidado e maduro para brigar pelas primeiras posições. Mas a realidade era diferente. Com três empates e apenas a vitória sobre o Corinthians no último confronto, a equipe ainda oscilava. E os problemas ficaram mais explícitos neste domingo. A falta de pontaria no ataque somou-se às falhas de posicionamento na defesa. Enquanto Magno Alves brigou para arrancar um sofrido gol aos 39 minutos do segundo tempo, a dupla Henrique e Gum deu espaços para Gabriel Xavier cabecear e não alcançou Diego Souza no lance que definiu a derrota, aos 44 minutos do segundo tempo.

Lembra do gol perdido na Libertadores-2012? Agora Diego Souza fez

 

Em algum momento dos últimos quatro anos, o torcedor que acompanha futebol já assistiu ao famoso lance em que Diego Souza, então no Vasco, perde um gol cara a cara com Cássio, do Corinthians, nas quartas de final da Libertadores. Neste domingo, duas cenas parecidas tornaram a comparação inevitável. No primeiro tempo, bola lançada, o meia cara a cara com o goleiro Cavalieri e... nova chance desperdiçada. Aos 44 minutos do segundo tempo, no entanto, o gol finalmente saiu. O jogador ganhou da defesa na corrida para tocar com categoria e encerrar aquela sensação de "déja vu". Ele foi o ponto de equilíbrio do time seguro de Oswaldo de Oliveira.

SPORT 2 x 1 FLUMINENSE

Data: 19/06/2016 (domingo)
Local: Estádio Adelmar da Costa Carvalho (Ilha do Retiro), em Recife (PE)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis e Rogerio Pablos Zanardo (SP)
Público: 8.065 presentes
Cartões amarelos: Renê e Samuel Xavier (SPO)
Gols: Gabriel Xavier, aos 40 do primeiro tempo, e Diego Souza, aos 44 do segundo tempo (SPO); Magno Alves, aos 39 minutos do segundo tempo (FLU)

Sport
Magrão; Samuel Xavier, Durval, Matheus Ferraz e Renê; Serginho, Rithely, Diego Souza e Gabriel Xavier; Lenis (Everton Felipe) e Edmilson (Rodrigo Mancha)
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Fluminense
Diego Cavalieri; Jonathan (Giovanni), Gum, Henrique e Wellington Silva; Edson (Dudu), Douglas, Cícero e Gustavo Scarpa; Marcos Júnior e Richarlison (Magno Alves)
Técnico: Levir Culpi

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos