Velha solução: ídolo de 40 anos ressurge e vira sombra por vaga de Fred

Do UOL, no Rio de Janeiro

Com o final da era Fred nas Laranjeiras, o Fluminense apostou no óbvio para a vaga do ex-camisa 9: pratas da casa e jovens valores recém adquiridos no mercado. Foi neste cenário que Marcos Júnior e Richarlison surgiram como principais nomes do ataque após a saída do ídolo. No entanto, é uma velha solução tricolor que começa a fazer sombra aos garotos na busca pela solução para a falta de gols: Magno Alves.

No último domingo (20), a dificuldade para superar a defesa do Sport na Ilha do Retiro era clara. E o técnico Levir Culpi não pensou duas vezes, lançando o "Magnata" na segunda etapa. E ele não decepcionou. Aos 40 anos, comandou mais uma vez o instável ataque tricolor e fez o único gol da equipe na partida.

Na última quinta (16), o veterano já havia tido um bom desempenho contra o Corinthians, colocando uma bola na trave na vitória por 1 a 0 sobre os paulistas.

O técnico Levir Culpi reconheceu os problemas recentes no ataque, mas evitou críticas aos que não vem correspondendo e elogiou o ídolo experiente.

"O Magno é um artilheiro, excelente, todos sabem. Mas precisamos ter calma com o resto. O Richarlison é um menino e temos que saber como tratar. É um diamante a ser lapidado. Temos situações para mudar de peças. Precisamos melhorar o aproveitamento nas oportunidades", avaliou o treinador.

Magno Alves fez cinco gols até aqui na temporada. Ele está entre os dez maiores artilheiros da história do Fluminense. Apesar do desempenho, o veterano deve seguir no banco. O técnico Levir Culpi está atento ao desempenho de Richarlison, que disputou dez jogos e não fez gols. A diretoria cogita buscar um reforço para o ataque se o jejum for mantido.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos