Coritiba x Inter deu lição a Argel em 2015 e mudou a vida de Vitinho

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Ricardo Duarte/Internacional

    Atacante fez gol da vitória em Curitiba, no ano passado, e virou arma do Inter

    Atacante fez gol da vitória em Curitiba, no ano passado, e virou arma do Inter

Coritiba x Internacional, em setembro de 2015, pode até não ter valido título. Pode não ter sido uma vitória que saltou aos olhos. Mas aquele 1 a 0 no Couto Pereira mudou muita coisa. Era a sétima partida do time sob o comando de Argel Fucks e Vitinho, com seu gol em contra-ataque, saltou de mera opção a arma. Alternativa de jogo que virou fundamental.

Argel já tinha resgatado o atacante do ostracismo, ele já era titular. Contudo a jogada em Curitiba, iniciada por Valdívia e concluída por ele, foi um sinal.

A explosão, o posicionamento e a conclusão saltaram aos olhos de Argel. Dali em diante, o treinador passou a explorar mais Vitinho. Até o final do Brasileirão de 2015, o atacante resolveu mais cinco jogos.

Neste ano, Vitinho foi envolvido em uma evolução da estratégia. Com Sasha, Aylon, Ferrareis e Andrigo ele flutua em diversas funções do setor ofensivo. Especialmente com o camisa nove, há uma troca constante de posição.

Autor de 10 gols no ano, o camisa 11 é um dos trunfos de um time sem nenhum grande destaque individual. Que joga no limite sempre e assim tem conseguido uma boa arrancada no Campeonato Brasileiro.

"A nossa pontuação é boa, tivemos um tropeço. Mas o Palmeiras também já teve. Estamos no bolo e vamos seguir", disse Vitinho, lembrando que o time tenta voltar a encostar no líder Palmeiras, que soma 22 pontos em dez jogos, três a menos do que o Inter (9 partidas).

Para a comissão técnica do Colorado, o estilo de jogo de Vitinho é perfeito. Se encaixa no modelo atual do time. E tudo começou com um Coritiba e Internacional, no Couto Pereira.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA X INTERNACIONAL

Data e hora: 23/06/2016 (quinta-feira), às 21h30 (Brasília)
Local: estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadao (GO)
Auxiliares: Cristhian Passos Sorence (GO) e Daniel Henrique da Silva Andrade (DF)

CORITIBA: CORITIBA

Wilson; Dodô, Rafael Marques, Luccas Claro e Carlinhos; Amaral (Alan Santos), Edinho, Ruy, Juan, Felipe Amorim; Kleber
Técnico: Pachequinho

INTERNACIONAL: Danilo Fernandes; William, Alan Costa, Ernando e Geferson; Fernando Bob, Fabinho, Anderson e Gustavo Ferrareis; Vitinho e Sasha
Técnico: Argel Fucks

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos