André Lima faz golaço, Atlético-PR vence e derruba Grêmio do topo

Do UOL, em Porto Alegre

O Grêmio começou a 11ª rodada podendo encostar no Palmeiras, sonhar com a liderança do Brasileirão nos próximos dias, mas volta de Curitiba com pesadelos. Neste domingo (26), André Lima comandou o Atlético-PR e teve participação direta no placar de 2 a 0. Sem criatividade na Arena da Baixada, o tricolor acumula a segunda derrota consecutiva e deixa o G-4.

Com a vitória, o Atlético-PR chegou aos 17 pontos e sobe para o sétimo lugar. O Grêmio estaciona nos 18 e cai para a quinta posição. A vitória no Santos, diante do São Paulo, foi o resultado paralelo que tirou o tricolor do topo da tabela.

Na próxima rodada, o Atlético-PR disputa clássico com o Coritiba. No Couto Pereira. Já o Grêmio recebe o Santos. Os dois jogos serão na quarta-feira (29), mas o tricolor entra em campo às 19h30 e o furacão às 21h.

Quem decidiu: André Lima aplica a lei do ex

 

 

Camisa 99 deu passe para o primeiro gol do jogo e depois fez uma pintura. Um chute forte, no ângulo. Antes, já havia sido referência do Atlético-PR para dominar o Grêmio. Autor do primeiro gol da Arena do Grêmio, André Lima não comemorou o golaço que fez.

Grohe quebra série ruim e salva Grêmio do pior

Marcelo Grohe vinha sendo criticado por atuações irregulares no Grêmio em 2016. Na Arena da Baixada ele foi herói, como nos velhos tempos. Graças ao desempenho do camisa 1, o time gaúcho não saiu com uma derrota pior. Foram, no mínimo, três grandes defesas. Contra as mais variadas finalizações.

Atlético-PR começa por cima e depois amassa

Junte o histórico recente do adversário e um jogador com característica específica. Essa equação explica o plano do Atlético-PR para o duelo com o Grêmio: explorar a bola aérea, deficiência crônica do time gaúcho na temporada. Com os lances por cima, o time foi ganhando terreno e confiança. O primeiro gol, contudo, saiu com bola por baixo. Hernani surgiu na frente da área e executou outra ordem clara no jogo. Chutar. De fora da área, dos lados do campo. Arriscar.

O segundo gol do Atlético-PR, que dominou o jogo a partir da metade do primeiro tempo e na etapa final foi bem superior, saiu com o expediente de bola por cima. Marcelo Oliveira cortou errado, André Lima pegou na frente da área e acertou o ângulo.

Grêmio não consegue fazer plano A e nem plano B

O Grêmio fez 10 minutos muito bons em Curitiba e só. Com Bobô, o time tentou jogar bom bolas longas e ataque mais lento. Não deu certo e ainda no primeiro tempo, o controle do jogo saiu das mãos do tricolor. Luan flutuou atrás do camisa 13, mas não decidiu. A dupla de volantes, Ramiro e Walace, também não ajudou. Mais do que atuações individuais, a postura não foi boa.

Roger não improvisa na defesa. Mas erra no ataque

Desfalcado de Geromel, Wallace Reis e Bressan, Roger Machado decidiu não improvisar. Ao invés de deslocar Marcelo Oliveira para atuar ao lado de Fred, escalou Rafael Thyere. A simplificação não foi aplicada ao ataque. Sem Douglas, preservado, Bobô voltou a atuar. Com o centroavante, o Grêmio não conseguiu criar. A aposta no camisa 13 só foi arquivada após o Atlético-PR abrir o placar. Lincoln entrou em seu lugar. Depois, Tilica na vaga de Walace. A segunda troca desequilibrou o time. A correção veio minutos depois, com a saída de Everton para ingresso de Jailson.

Autuori explora André Lima

André Lima foi a referência para as bolas longas do Atlético-PR. Explorando os lados, com bolas rápidas, o time da casa apostou no camisa 99 para ganhar terreno. Reduzir os riscos de tentar avançar por baixo. No segundo tempo, foi dele o passe para o gol de Hernani. Invertendo a lógica, ao cair pela direita (fora da área, portanto) e sendo garçom e não finalizador.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR 2 X 0 GRÊMIO

Data: 26/06/2016 (domingo)
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Árbitro: Wagner Reway (MT)
Auxiliares: Carlos Berkenbrock (SC) e Fabio Rodrigo Rubinho (MT)
Cartões amarelos: Hernani (CAP)
Cartão vermelho: Ramiro (GRE)
Gols: Hernani, aos 8 minutos do segundo tempo (CAP). André Lima, aos 23 minutos do segundo tempo;

ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Hernani, Vinícius e Nikão; Pablo (Marcos Guilherme) e André Lima (Walter)
Técnico: Paulo Autuori

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edílson, Rafael Thyere, Fred e Marcelo Oliveira; Walace (Tilica), Ramiro, Giuliano e Luan; Everton (Jailson) e Bobô (Lincoln)
Técnico: Roger Machado

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos