Grêmio monta dossiê e quer vetar Sandro Meira Ricci de seus jogos

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Almeida Rocha/Folhapress

    Grêmio apresentará documentos em reunião com a CBF na próxima semana

    Grêmio apresentará documentos em reunião com a CBF na próxima semana

Sandro Meira Ricci foi eleito pelo Grêmio como principal responsável pela derrota para o Vitória, na última quinta-feira (23). A raiva da direção, comissão técnica e jogadores sobre o ocorrido despertou a lembrança de outros momentos em que o clube considerou-se prejudicado pelo mesmo árbitro.

Agora, um dossiê que relata todos os encontros está sendo montado e o comando gremista analisa vetar o árbitro em seus jogos.

"O que penso sobre ele é impublicável. Já tivemos problemas com ele na outra passagem que tive pelo futebol (em 2010)", disse o vice de futebol Alberto Guerra. "É uma estrela, os jogadores já estavam em campo e ele não entrava, todos esperavam por ele", completou.

E o sentimento foi o mesmo dos jogadores. "Estamos incomodando muita gente. Tivemos o segundo jogador expulso, o terceiro pênalti contra nos últimos três jogos. Não quero acreditar nisso", disse o goleiro Marcelo Grohe. "O pênalti marcado contra nós foi ridículo", disparou Edílson.

Motivado por tal raiva, o Grêmio elaborou um relatório com uma série de partidas nos últimos anos em que considera que Sandro Meira Ricci prejudicou o clube. A reportagem do UOL Esporte conseguiu confirmar alguns dos momentos de reclamação contidos no dossiê.

O primeiro deles é de 2014. No jogo contra o Palmeiras, Ricci expulsou Barcos e o Grêmio acabou perdendo. Depois da partida, o então executivo de futebol tricolor, Rui Costa, invadiu o campo para cobrar do juiz e o chamou de ladrão em entrevista, ainda muito irritado.

Em 2015 foram dois pênaltis não marcados e também a posição da barreira na falta batida por Douglas - que, no rebote, se transformou em gol - na derrota por 2 a 1 para o São Paulo, em casa. O presidente Romildo Bolzan Júnior disse, em coletiva, que o Brasileiro estava 'manchado'. E o vice jurídico, Nestor Hein, gritou palavrões ao árbitro nos vestiários e depois alegou esbravejar ao telefone por conta de um furto de gado em uma de suas fazendas.

Em seguida há o relato da partida desta quinta, em que o Grêmio considera que houve falta em Bressan cometida por Kieza no lance do primeiro gol e reclama do pênalti marcado sobre Dagoberto no segundo, que também culminou na expulsão de Bressan.

O dossiê de problemas com o mesmo árbitro pode servir para um veto em partidas mais importantes. O Grêmio não definiu se irá protocolar nova reclamação na CBF, como fez depois do jogo contra o Fluminense.

Neste domingo (26), o Grêmio enfrenta o Atlético-PR com outro árbitro escalado. Wagner Reway, do Mato Grosso, será o comandante da partida válida pela 11ª rodada do Brasileirão.

O jogo, em Curitiba, será com vários desfalques no Grêmio. O último a se juntar a esta lista foi Douglas. O meia acabou cortado da viagem por preservação. Negueba, com dores no tornozelo, também ficou de fora.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR X GRÊMIO

Data: 26/06/2016, às 16h (Brasília)
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Árbitro: Wagner Reway (MT)
Auxiliares: Carlos Berkenbrock (SC) e Fabio Rodrigo Rubinho (MT)

ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Deivid e Vinícius e Nikão; André Lima (Anderson Lopes) e Walter
Técnico: Paulo Autuori

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edilson, Fred, Marcelo Oliveira e Marcelo Hermes; Jailson, Walace, Ramiro, Giuliano e Everton (Bobô); Luan
Técnico: Roger Machado

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos