Jogadores do América lamentam vacilo que gerou o sétimo revés no Brasileiro

Enrico Bruno e Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

Aconteceu contra o Internacional, diante do Palmeiras e novamente neste domingo, no clássico contra o Atlético-MG. O Time do América-MG vacilou defensivamente e tomou gols que prejudicaram demais a equipe, que segue amargando a lanterna. No clássico deste domingo, aos três minutos de jogo, a zaga deu bobeira e Clayton presenteou Robinho, autor do único gol do jogo e que rendeu a vitória alvinegra. Durante o restante da partida, o Coelho até criou oportunidades, mas não teve qualidade suficiente para superar a meta de Victor. No fim, as lamentações vieram mais uma vez.

"Ficar falando isso toda vez fica até chato. Situação difícil, só nós mesmos para tentar sair dessa. Clássico é decidido em detalhes, demos uma chance para eles no primeiro tempo e eles foram felizes. O time se portou bem, poderíamos ter saído com um resultado melhor, mas não deu", falou Danilo.

Um dos responsáveis por defender as traves de João Ricardo, o zagueiro Adalberto chamou a atenção para a falta de cuidado com jogadores perigosos que podem decidir uma partida em apenas um lance.

"Tem que ter cuidado quando for jogar com jogadores de qualidade como Robinho e Fred. Futebol é assim, bola no primeiro tempo e gol. Tivemos chances também, mas agora é trabalhar com muita dedicação. É difícil, mas não impossível", comentou.

Com o resultado, o América já amarga sua sétima derrota no Brasileirão. Os oito pontos somados nos 33 já disputados já rendem ao Coelho a lanterna da competição por mais uma rodada.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos