Revelação corintiana supera choro e ganha elogio até de campeão mundial

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo

Do choro no gramado do Mineirão para elogios de um respeitado companheiro. Com apenas 20 anos de idade, o zagueiro Pedro Henrique viveu na última semana dois extremos comuns do futebol. A falha contra o Atlético-MG acabou preterida por uma atuação segura contra o Santa Cruz, na Arena Corinthians, no último sábado (25).

Pedro Henrique participou de dois lances que não entraram nos melhores momentos, mas foram fundamentais para o Corinthians superar o clube pernambucano por 2 a 1 e chegar aos 19 pontos.

O defensor de 20 anos impediu dois contra-ataques do adversário de resultar em gol. Em um deles, Arthur invadiu a área e se preparava para o chute quase na marca do pênalti. Pedro Henrique mostrou poder de recuperação e desarmou o jogador do Santa Cruz no momento do chute.

A postura madura resultou em elogios. O renomado goleiro Cássio, que falhou diante dos pernambucanos no sábado, tratou de elogiar o defensor pela atitude demonstrada e a recuperação psicológica imediata.

"O Pedro conseguiu digerir muito rapidamente o que aconteceu. Hoje (sábado), ele pegou um dos melhores atacantes do país, que é o Grafite, muito difícil de ser marcado. Ele está de parabéns, mostrou maturidade. Ele errou, como eu errei agora. Amanhã já é outro dia. Tudo passou", declarou o goleiro campeão mundial pelo Corinthians em 2012.

"A gente fica remoendo, mas já tem jogo na quarta-feira. Ele teve essa maturidade, é muito novo e teve um jogo muito seguro. Foi firme em momentos decisivos. Ele deu uma boa resposta, a que todo mundo esperava", acrescentou Cássio.

Terceiro jogador do elenco com mais jogos pelo Corinthians - 233, apenas atrás de Elias (246) e Danilo (332) -, Cássio assumiu o papel de líder para lidar com Pedro Henrique, que errou ao tentar recuar uma bola para o goleiro diante do Atlético-MG e viu Cazares anotar o segundo gol do Atlético-MG na derrota por 2 a 1 da última quarta.

"Conversei depois do jogo contra o Atlético-MG mesmo, quando ele estava muito chateado. No dia a dia, a gente conversa também. Eu tento puxar assunto com todo mundo, então tentei conversar com ele também. É um menino do bem, menino dedicado e não é à toa que fez um grande jogo contra o Santa Cruz", encerrou Cássio.

Diante dos pernambucanos, Pedro Henrique atuou ao lado de Balbuena. Vilson, que acabou cortado de última hora do jogo de sábado por conta de uma torção de tornozelo, segue como dúvida para o duelo de quarta-feira contra o América-MG, no Independência.

Yago, outro zagueiro do elenco, sofre com um problema de edema ósseo no tornozelo. Assim, Pedro Henrique deve ganhar mais uma chance diante do clube mineiro nesta quarta.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos