Paulo Bento pode atingir série vitoriosa que só Luxa obteve em 2015

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Lucas Uebel/Light Press/Cruzeiro

    Paulo Bento, técnico do Cruzeiro

    Paulo Bento, técnico do Cruzeiro

Vencer três jogos seguidos em uma edição do Campeonato Brasileiro. Um costume para o Cruzeiro entre 2013 e 2014 (quando se sagrou bicampeão) se tornou um feito raro desde o ano passado e, nesta temporada, ainda não se repetiu.

A equipe comandada por Paulo Bento tem a primeira chance de alcançar uma trinca de vitórias nesta quarta-feira (29), às 21h (de Brasília), diante da Chapecoense, na Arena Condá. Antes do duelo em Santa Catarina, os mineiros venceram a Ponte Preta, em Campinas, e o Palmeiras, em Belo Horizonte, respectivamente.

"Depois do jogo contra a Ponte Preta, que a gente conseguiu o placar elástico e a vitória contra o Palmeiras, que é líder, o elenco ganhou confiança. São jogos bons de ganhar, nada melhor do que estes resultados. Quando você pega um time de qualidade e vence, mostra que está forte para crescer", afirmou o lateral esquerdo Bryan.

Se obtiver um triunfo em Chapecó, o Cruzeiro atingirá um feito que somente um dos três treinadores que estiveram na Toca da Raposa II em 2015 alcançou. Vanderlei Luxemburgo, em suas três primeiras partidas à frente da equipe, conseguiu 100% de aproveitamento.
 
O carioca fez a sua estreia no clube no Mineirão, diante do Flamengo. Na ocasião, o zagueiro Manoel foi o responsável por assinalar o único gol do confronto. A segunda vitória do time sob a batuta de Luxa quebrou uma escrita. Pela primeira vez desde a reinauguração do estádio Independência, o Cruzeiro venceu o arquirrival Atlético-MG no local. E o triunfo ocorreu de forma indiscutível: 3 a 1 para o time celeste. Os gols foram de Jemerson (contra), Gabriel Xavier e Marquinhos.
 
Para finalizar a sequência invicta de Vanderlei em seu começo de trabalho na Toca da Raposa, uma vitória (com placar idêntico ao do clássico mineiro) no estádio São Januário. A vítima da equipe, naquela situação, porém, foi o Vasco da Gama. Leandro Damião – duas vezes – e Charles marcaram para o visitante. Rodrigo descontou para o Gigante da Colina.
 
Marcelo Oliveira, antecessor de Luxemburgo, e Mano Menezes, que substituiu o treinador, não atingiram o mesmo feito na edição passada do Campeonato Brasileiro. O primeiro esteve à frente do time em quatro confrontos e nem sequer venceu. Já o gaúcho comandou a equipe por 16 rodadas e, em três oportunidades, conseguiu dois triunfos consecutivos.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE X CRUZEIRO

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data: 29 de junho de 2016 (quarta-feira)
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Assistentes: Luiz H Souza Santos Renesto (PR) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR)

Chapecoense
Danilo; Gimenez, Marcelo, Thiego e Sérgio Manoel; Josimar, Gil, Cleber Santana e Ananias; Silvinho e Bruno Rangel.
Técnico: Caio Júnior.

Cruzeiro
Fábio; Mayke, Bruno Viana, Fabrício Bruno e Bryan; Lucas Romero, Henrique, Bruno Ramires e Giorgian De Arrascaeta; Élber e Willian.
Técnico: Paulo Bento.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos