Sport sai na frente com golaço, mas tem 2 expulsos e leva virada do Vitória

Do UOL, em São Paulo

Duas expulsões complicaram a noite do Sport no jogo desta quarta-feira, contra o Vitória, no Barradão. O time pernambucano chegou a sair na frente com um golaço de Matheus Ferraz, mas viu dois jogadores serem expulsos (um em cada tempo), não resistiu à pressão e cedeu a virada, sendo derrotado pelo placar de 3 a 2, em duelo válido pela 12ª rodada da Série A.

Com o resultado, o Vitória chega a três jogos de invencibilidade no Campeonato Brasileiro, chega a 16 pontos e assume o 11º lugar da tabela. O Sport, por sua vez, estaciona nos 12 (na 16ª posição) e pode terminar a rodada dentro da zona de rebaixamento.

Os dois times agora voltam a campo em horário e dia pouco usuais. O Vitória encara o Cruzeiro no próximo domingo, no Mineirão, às 11h. Já o Sport pega o Palmeiras um dia depois, na segunda-feira, às 20h, na Ilha do Retiro.

QUEM FOI BEM: EULLER FAZ GOL E DISTRIBUI CANETAS

O lateral Euller apareceu muito bem no ataque com o esquema de três zagueiros montado por Vágner Mancini e foi a principal arma ofensiva do time rubro-negro. Marcou o gol da virada e ainda deu duas canetas em seus adversários.

QUEM FOI MAL: EVERTON FELIPE SE PRECIPITA

Everton Felipe fez duas faltas bobas e fez o Sport ficar com um jogador a menos já aos 23min do primeiro tempo. O Vitória aproveitou a superioridade numérica e conseguiu a virada.

ZAGUEIRÃO FAZ GOL DE PLACA NO BARRADÃO

Nem parecia zagueiro. Matheus Ferraz abriu o placar no Barradão com um golaço, aos 17min do primeiro tempo. Ele recebeu ótimo cruzamento de Rodney Wallace da esquerda, dominou no peito e, quase da pequena área, finalizou de primeira, sem deixar a bola cair, no canto direito do goleiro Caíque – que substituiu o titular Fernando Miguel, machucado.

JOGADOR DO SPORT É EXPULSO. E OSWALDO TAMBÉM

O meia Everton Felipe ficou pouco tempo em campo. Aos 12min, fez uma falta para impedir um contra-ataque e recebeu amarelo. Onze minutos depois, deu um carrinho bobo na lateral, recebeu o segundo amarelo e foi expulso de campo. Oswaldo de Oliveira se irritou, chegou a invadir o campo e reclamou bastante com a arbitragem. Permaneceu por mais alguns minutos no banco de reservas, mas seguiu reclamando e também acabou expulso.

VÁGNER MANCINI OUSA E MEXE AINDA NO 1ºT

Raul Spinassé/Agência A Tarde/Estadão Conteúdo

Com um a mais desde os 23min do primeiro tempo e o placar de 1 a 0 contra, o técnico Vágner Mancini resolveu mexer no time ainda antes do intervalo. Aos 34min, tirou o volante Amaral e colocou o atacante Nickson. E deu certo, ainda no primeiro tempo. Depois de pressão do Vitória, Vander marcou após receber na área e finalizar rasteiro e deixou tudo igual. Já no segundo tempo, com o Vitória seguindo superior, veio o gol da virada e o terceiro.

SPORT RECUA E DS87 VIRA CENTROAVANTE

A inferioridade numérica fez Oswaldo de Oliveira (que já assistia ao jogo das tribunas) mudar totalmente o esquema da equipe. O meia Diego Souza passou a jogar na frente, como centroavante, com Edmílson caindo mais pelas pontas. Não funcionou. O time seguiu sem produzir no ataque e continuou levando pressão.

CHAPÉU DE DAGOBERTO TIRA MAIS UM DO SPORT

Com 3 a 1 no placar, a situação do Vitória ficou ainda mais confortável no segundo tempo quando o colombiano Reinaldo Lenis perdeu a cabeça após levar um chapéu de Dagoberto no meio-campo, levou o amarelo e, logo em seguida, após agredir o atacante por trás, o vermelho. Mesmo com dois a mais, o Vitória ainda conseguiu levar outro gol de Matheus Ferraz, aos 32min. Mas a pressão parou por aí.

VITÓRIA 3 X 2 SPORT

Local: Estádio do Barradão, em Salvador (BA)
Data: 29/06/2016 (quarta-feira)
Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro (RJ)
Assistentes: Pablo Almeida da Costa (MG) e Celso Luiz da Silva (MG)
Cartões amarelos: Tiago Real, Dagoberto e Nickson (Vitória); Everton Felipe, Durval e Lenis (Sport)
Cartões vermelhos: Everton Felipe e Lenis (Sport)
Gols: Matheus Ferraz, aos 17min, Vander, aos 44min do primeiro tempo; Euller, aos 16min, Nickson, aos 18min, e Matheus Ferraz, aos 32min do segundo tempo

VITÓRIA
Caíque; Victor Ramos, Ramon e Kanu; Diego Renan, Amaral (Nickson), Willian Farias, Tiago Real (Rafaelson) e Euller; Vander e Dagoberto (Yan)
Técnico: Vagner Mancini

SPORT
Agenor; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Rodney Wallace; Rodrigo Mancha, Ronaldo, Everton Felipe, Diego Souza (Vinicius Araújo) e Gabriel Xavier (Lenis); Edmilson (Rogério)
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos