Ederson quebra jejum de quase um ano e recupera status com interino no Fla

Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

Contratado para ser o camisa 10 do Flamengo no ano passado, Ederson teve um início empolgante e sumiu nos meses seguintes. Na vitória por 1 a 0 sobre o Internacional, o jogador voltou a balançar as redes após pouco mais de dez meses de jejum. Foi dele o gol do importante triunfo. Aos poucos, o meia recupera o tempo perdido com as seguidas lesões e tem a confiança do técnico interino Zé Ricardo para deslanchar.

O último gol marcado havia sido em 23 de agosto de 2015 - vitória por 2 a 1 sobre o São Paulo. Na atual temporada, Ederson disputou 20 jogos, mas atuou por 90 minutos em apenas duas oportunidades.

Tanto na derrota para o Fluminense quanto na vitória sobre o Internacional, o camisa 10 foi fundamental na engrenagem do Flamengo. Ederson apareceu no meio de campo e distribuiu bem o jogo enquanto esteve em campo. Ele saiu no intervalo do clássico e aos 12min do 2º tempo diante dos gaúchos.

A questão física ainda é analisada com cautela pelo CEP FLA (Centro de Excelência em Performance do Flamengo) para evitar novas lesões. Ederson está mais do que nunca dentro do elenco rubro-negro e a cada apresentação reforça o status de titular.

"Ele está em crescimento. É um grande profissional e pelo qual tenho profunda admiração. Merece um espaço na equipe. Temos boas opções para o lado esquerdo, mas há um tempo nós conversamos e ele me disse que faria essa função", explicou o técnico interino Zé Ricardo.

A exemplo de Guerrero, Ederson ainda não apresentou com regularidade o futebol que a torcida espera. No entanto, ambos ganharam combustível importante nos últimos dias e têm pela frente oportunidades suficientes para vingarem com a camisa rubro-negra.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos