Em noite encantada de Cazares, Atlético-MG vence o Botafogo no Mineirão

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

Há coisas que só acontecem com o Botafogo. Uma delas é sofrer um gol com apenas 12 segundos de jogo, após a importante e empolgante vitória sobre o Internacional, no Beira-Rio. Gol logo no primeiro toque na bola, numa noite para Cazares recordar para sempre. Gol histórico, duas assistências e um golaço na goleada do Atlético por 5 a 3, que deixa o clube mineiro apenas um ponto atrás do G4.

Algo conquistado após a sequência de quatro partidas em Belo Horizonte e 100% de aproveitamento. Agora, para confirmar a boa fase, o Atlético tem dois compromissos fora de casa, contra Figueirense e Flamengo. Já o Botafogo segue o calvário de lutar contra o rebaixamento.

Cazares presente em quatro gols do Atlético

Thomas Santos/AGIF

No primeiro toque na bola saiu o gol. Cazares precisou de apenas 12 segundos para abrir o placar no Mineirão e dar uma tranquilidade do Atlético contra o Botafogo. É o gol mais rápido do Atlético em Brasileiros. E o camisa 11 fez muito mais ainda. Foi dele os passes para os gols de Robinho e Fred, além de um golaço, já nos minutos finais, para sacramentar sua maior atuação pelo Atlético.

Neílton tem noite apagada no Mineirão

Importante na vitória sobre o Internacional, Neílton voltou ao Mineirão com moral. Reencontrou o técnico Marcelo Oliveira, com quem trabalhou no Cruzeiro e não teve muitas oportunidades. A chance de mostrar que o antigo técnico errou era boa, diante um estádio cheio. Mas Neílton foi muito mal. Facilmente desarmado, algumas vezes em impedimento e errando passes, o atacante deixou o campo no começo do segundo tempo.

Fred mantém bom retrospecto contra o Botafogo

Nenhuma outra equipe levou tantos gols de Fred como o Botafogo. Só pelo Fluminense foram 14. E com a camisa do Atlético o histórico se manteve. O centroavante marcou o terceiro gol atleticano, aos 2 minutos do segundo tempo, fazendo valer mais uma vez a máxima de que 'há coisa que só acontece com o Botafogo'. O clube carioca levou gol de Fred em dois jogos no mesmo turno neste Brasileirão. O centroavante também marcou no Botafogo pelo Fluminense, antes de acertar com o Atlético.

Marcelo encontra a formação, mas sofre sem volantes titulares

Passados 11 jogos de Marcelo Oliveira no comando do Atlético, está bem claro a fórmula que a equipe vai jogar. Dois volantes fixos, laterais que apoiam constantemente e um quarteto ofensivo muito poderoso. Formação utilizada nas últimas quatro partidas, mas com um detalhe diante do Botafogo. Sem os titulares Leandro Donizete e Rafael Carioca, o Atlético teve muita dificuldade na saída de bola.

Botafogo joga bem, mas peca na hora de finalizar

Apesar da derrota por 5 a 3 e a presença da equipe dentro da zona do rebaixamento, o torcedor do Botafogo tem com o que se animar após a apresentação da equipe no Mineirão. Mesmo diante de um candidato ao título, empurrado pela torcida e embalado por uma série de vitórias, o Botafogo conseguiu jogar e levar perigo ao gol de Victor. Porém, o time bem montado por Ricardo Gomes sofre com a falta de qualidade na hora de concluir as jogadas.

Juca Kfouri: "O alvinegro mineiro, não duvide, lutará pelo título"

Blogueiro do UOL, Juca Kfouri comentou o jogo logo depois do apito final. E não poupou elogios a Cazares, que, segundo ele, está em "lua de mel" com o Galo. Leia análise completa aqui

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 5 x 3 BOTAFOGO

Data: 30/06/2016 (domingo)
Horário: 21h (de Brasília)
Motivo: 12ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Público: 36.129 pagantes
Renda: R$ 804.255,00
Árbitro: Raphael Claus (SP/Fifa)
Assistentes: Rogerio Pablos Zanardo (SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP)
Cartões amarelos: - (CAM) - (BOT)
Gols: Cazares aos 11 seg e Robinho aos 46 min do primeiro tempo; Fred aos 2 min, Sassá aos 27 min,  Cazares aos 32 min, Gervasio Núñez aos 43 min, Carlos aos 44 min e Bruno Silva aos 46 min do segundo tempo

ATLÉTICO-MG
Victor; Carlos César, Leonardo Silva, Erazo (Ronaldo, aos 38 do 2º) e Douglas Santos; Júnior Urso, Eduardo e Cazares; Clayton (Carlos, aos 28 do 2º), Robinho (Dátolo, aos 22 do 2º) e Fred.
Treinador: Marcelo Oliveira.

BOTAFOGO
Sidão, Luis Ricardo, Renan Fonseca, Emerson Silva e Diogo Barbosa, Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Fernandes (Gervasio Núñez, aos 35 do 2º) e Camilo; Ribamar (Sassá, aos 43 do 1º) e Neilton (Rodrigo Pimpão, aos 9 do 2º).
Treinador: Ricardo Gomes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos